20/03/2014 - Médico acusado de aborto é preso novamente em Barra do Garças

Um médico foi preso por policiais civis da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), no município de Barra do Garças na manhã desta quarta-feira (19.03). Orlando AlvesTeixeira teve novamente a prisão preventiva decretada, sob acusação de crime de aborto. Desta vez, a prisão foi decretada pela Justiça estadual.

De acordo com o delegado, Joaquim Leitão, o médico já havia sido preso anteriormente em uma operação conjunta do Ministério Público e da Polícia Federal sobre a realização de abortos. Em março de 2013, Orlando obteve uma liminar do Superior Tribunal de Justiça (STJ) revogando o mandado de prisão e ficando em liberdade.

Durante as diligências, os policiais civis descobriram que o suspeito havia voltado a clinicar com indícios de que ele continuava a cometer o crime de aborto. Com o levantamento de informações, o delegado representou por mandado de busca e apreensão e pela prisão preventiva de Orlando, ambos decretados pelo juiz Wagner Plaza.

As duas ordens judiciais foram cumpridas e o suspeito foi detido em sua clínica médica, onde foram apreendidos vários objetos, medicamentos e documentos.

Conduzido a delegacia, Orlando foi ouvido e após encaminhado à Cadeia Pública da cidade.

A ação policial contou com apoio da Vigilância Sanitária.

 

Escrito por assessoria PJC

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário