20/03/2014 - Professor acusado de desfigurar rosto de ex-esposa com tesoura é preso após três meses

20/03/2014 - Professor acusado de desfigurar rosto de ex-esposa com tesoura é preso após três meses

O professor de Educação Física, Marcus Moraes Macedo, acusado de desfigurar o rosto ex-companheira, Creiniane Macedo, com uma tesoura na madrugada do ano novo em Pedra Preta, foi preso em Jataí, Estado de Goiás. O caso aconteceu há quase três meses e desde então Marcus era procurado pela Policia. Na agressão, Creiniane levou 15 pontos no rosto.

 

A prisão de Marcus aconteceu após a PM local ter recebido uma informação de que ele teria cometido um crime contra sua ex-mulher e estaria em um clube na cidade. Inclusive no telefonema o informante relatou as características e a roupa que o suspeito estava vestido.

 

De camiseta, bermuda e chinelo, o professor Marcus Macedo foi preso por cumprimento de mandado e encaminhado a Delegacia de Polícia local.

 

O caso aconteceu na madrugada do ano novo, em um sítio próximo ao município de Pedra Preta. Ela foi casada com Marcus quatro anos e que há um mês estava separada, porém moravam ainda na mesma residência.

 

Marcus Macedo teria chegado na madrugada, agarrado a jovem e cortado o cabelo e o rosto de Creiniane. Após isso, ele jogou terra dentro do motor da motocicleta da vítima. Tudo aconteceu na frente do filho do casal.

 

“Ele chegou lúcido por volta das 5h30 da manhã e trocou de roupa. Tudo aconteceu muito rápido, ele me agarrou e começou a cortar meu cabelo e me machucar”, pontua. Segundo Creiniane, durante a agressão Marcus dizia “Eu não quero te matar, mas você vai sair desse casamento ‘bonita’”.

 

“Depois de cortar meu cabelo, ele começou a cortar meu rosto, primeiro a testa e depois as bochechas, ainda tentei me defender e com isso ele cortou minha mão também”, relata a jovem que perdeu o movimento do dedo médio.

 

Durante a agressão, o filho do casal tentava defender a mãe, porém a criança era empurrada pelo agressor que continuava a agredir Creiniane. O sangue da vítima ‘esguichava’ no rosto de Marcus. “Meu filho ficou todo sujo de sangue, ele ficou tão traumatizado que não posso pegar ele no colo, porque está com medo dos pontos no meu rosto”


Na época do crime, Creiniane dizia que o ex-marido não temia ser punido. Ela contou que Marcus vivia ‘gabando’ em Pedra Preta, por ser filho de advogado e parentes de empresários em Rondonópolis., finaliza a vítima que teve mais de 15 pontos no rosto.

 

 

Redação 24 Horas News

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário