20/03/2015 - Partido Solidariedade de Mato Grosso conta com nova Comissão Provisória

Após alguns problemas que aconteceram nas eleições estaduais de 2014, o Partido Solidariedade (SD) de Mato Grosso conta com uma nova Comissão Provisória. A diretoria que foi definida nesta quinta-feira (19), com a intermediação do primeiro secretário da executiva nacional do partido, João Batista Inocentini, tem como meta reestruturar e formar novas lideranças para a disputa das eleições municipais de 2016.

De acordo com João Batista Inocentini, a mudança do diretório foi devido aos problemas da última eleição geral de 2014, no qual o antigo presidente Adalto de Freitas, o Daltinho, descumpriu várias decisões do Diretório Nacional.

“Nós tivemos problemas com a direção que estava na condução do processo eleitoral. E também ele [Daltinho] não estava defendendo a posição do partido. Então houve alguns problemas. O partido tem uma posição e uma defesa na campanha eleitoral, e nós temos nossos candidatos, e o próprio presidente do partido não apoio nossos candidatos. Então esse já é um problema gravíssimo. Nós não queremos montar um partido, no qual a pessoa pega e coloca dentro da gaveta ou debaixo do braço. Nós queremos a participação de todos.”, disse.

Ainda de acordo com Inocentini, foi buscado um entendimento com o ex-presidente e ex-deputado estadual Daltinho, contudo ele não compareceu a reunião marcada em Brasília. Dessa maneira, a Executiva Nacional o destitui do cargo, como é previsto no estatuto. “Nós fizemos uma reunião e o Daltinho foi chamado e ele mesmo respondeu que não poderia ir, e achou melhor se afastar”, explicou o secretário, que ainda destacou que o ex-presidente, apesar de não ter cumprido algumas ordens da nacional, não foi expulso do partido.  “O Daltinho não foi expulso, ele foi apenas destituído da Comissão. Agora se ele vai ficar no partido ou não, a gente não sabe o andamento daqui para frente”.

Dessa maneira, na nova estrutura o sindicalista Manoel de Souza ficou como presidente da Comissão Provisória, já a primeira presidência ficou o líder do Movimento Agrário, Valdir Correa; para a segunda vice presidência foi acordado o nome do vereador, Haroldo Kusai como representante da capital, e a secretaria geral será representada pelo deputado Estadual, José Carlos do Pátio.

Segundo Inocentini, a nova Comissão terá a missão de estruturar a base do Partido em Mato Grosso, para concorrer às eleições municipais e futuramente conseguir uma maior bancada de deputados.

Para o deputado estadual e agora secretário geral, José Carlos do Pátio, o partido tem total capacidade para decidir as eleições em 2016, tanto na capital, como em algumas cidades pólos de Mato Grosso, como Rondonópolis.

“O partido tem mais de 100 vereadores. E a maior bancada de vereadores de Cuiabá pertence ao Solidariedade, tendo força para decidir uma eleição na capital. Além disso, nosso partido conseguiu em um ano fazer legenda para deputado estadual e filiar mais de mil militantes apenas em Rondonópolis”, afirmou o deputado.

O restante da composição completa da Comissão ficou na seguinte ordem: 1° secretário, o vereador de Araputanga Arruda Salomé; Tesoureiro, Adolfo Grassi; 1° Tesoureiro, Adão Nunis; Secretaria da Mulher, a secretária de governo de Dom Aquino, Maria de Lurdes Oliveira; Secretaria dos Movimentos Sociais, Adão da Silva; Secretaria do Movimento Sindical, Noel Inácio; Secretaria dos Jovens, o vereador de Reserva do Cabaçal Rosemberg Fracop; Secretaria dos Aposentados, Sebastião Oliveira e Secretaria do Meio Ambiente, Joilson Reis. 

 

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário