20/04/2012 Medicamento para AVC entra na lista do SUS

O Alteplase passa a fazer parte dos remédios disponibilizados pela rede pública de saúde em todo Brasil


O Alteplase, usado por alguns hospitais da rede particular no tratamento do acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico, passa a fazer parte da lista de medicamentos disponibilizados pela rede pública de saúde. A portaria regulamentando o emprego do remédio foi publicada nesta sexta-feira (13) no Diário Oficial da União.

Os hospitais deverão solicitar o credenciamento do medicamento às secretarias de Saúde nos estados, que encaminharão a demanda para autorização do Ministério da Saúde.

Para o credenciamento, os hospitais deverão disponibilizar um conjunto de procedimentos destinados ao tratamento desses pacientes, desde o atendimento básico, com a aplicação do medicamentos, até a oferta de leitos e a infraestrutura para a reabilitação.

A medida é fruto de consulta pública aberta pelo Ministério da Saúde, no ano passado. O medicamento já era usado pelo sistema público para casos de infarto agudo do miocárdio. Em casos de AVC isquêmico, quando a obstrução de um vaso interrompe o fluxo sanguíneo para o cérebro, o Alteplase dissolve o coágulo e normaliza a passagem do sangue.

De acordo com o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSUS), o AVC é a segunda maior causa de morte e a principal causa de incapacidade no mundo. Com base nas informações do DataSUS, de 2005 a 2009, foram registrados no Brasil cerca de 170 mil internações por AVC ao ano, com um percentual de óbitos de 17%.

Os AVCs são classificados como hemorrágico ou isquêmico, sendo esse último o mais frequente, representando em torno de 85% dos casos. Aterosclerose de pequenas e grandes artérias cerebrais é responsável pela maioria dos AVCs, seja hemorrágico ou isquêmico.
 

Christina Machado/Agência Brasil

Comentários

Data: 22/04/2012

De: povo

Assunto: N.S.A.

Quando q/ esse remédio vai chegar aqui?sendo q/ outros remédios estar difícil não ñ temos mais nem remédio de evitar na farmácia do postinho,funcionário estar batento um no outro sem lugar p/ ficar,mais atendimento q/ presta estar complicado,vereadores também ñ estão fazendo nada,mais outubro todos terão a resposta q/ merecem,dentista nem falamos mais de ano q/ nao ñ temos atendimento, saude estar pessíma....

Novo comentário