20/05/2015 - Reunião termina sem acordo e Estado apresentará proposta na segunda

Cumprindo o compromisso do governador Pedro Taques em manter um diálogo transparente com servidores do Estado, o secretário de Gestão de Mato Grosso, Júlio Modesto, reuniu-se nesta terça-feira (19.05) com o Fórum Sindical, representante das 27 carreiras do Estado. O encontro teve como objetivo discutir como será feito o pagamento de 3,11% de reajuste salarial, conforme previsto na Lei 8.278/2004, que trata da Revisão Geral Anual.

 

Previsto inicialmente em 6,22%, o governo do Estado já paga, na folha de pagamento deste mês, os primeiros 3,11% de reajuste, conforme acordado com os sindicatos na última sexta-feira (15.05), em reunião com o governador Pedro Taques. 

Na ocasião, Pedro Taques garantiu o pagamento dos 3,11% restantes até dezembro deste ano, de acordo com o crescimento da receita corrente líquida. No entanto, os sindicatos desejam que uma data seja marcada para este pagamento, de forma a dar segurança aos servidores. 

 

“A proposta, a princípio, seria o governo abrir a receita líquida mensalmente ao Fórum Sindical e, assim que ela tivesse a melhoria esperada, acima daquilo que já projetamos, cumpriríamos o pagamento dos 3,11% até o fim de 2015”, explicou Júlio Modesto. “Isso não exclui o diálogo que estamos mantendo com as categorias. Tenho certeza que conseguiremos chegar a uma definição consensual", completou o secretário.

 

O compromisso firmado hoje é a apresentação de uma proposta, na próxima segunda-feira, em nova reunião com o Fórum. “Vamos tentar adicionar no projeto de lei que regulamenta o pagamento desses primeiros 3,11%, o pagamento do restante. Depende de viabilidade financeira orçamentária. Será feito um estudo interno e depois repassado ao governador Pedro Taques para que uma proposta seja levada aos sindicatos”, afirmou Modesto. 

 

Impacto 

A folha de pagamento do mês de maio do Governo de Mato Grosso, já com reajuste de 3,11% incluso, será acrescida em um total de R$ 97,5 milhões, a serem pagos já no dia 29 deste mês. 

 

O reajuste, correspondente à revisão geral anual prevista na Lei Nº 8.278, de 30 de dezembro de 2004, terá impacto sobre a folha de pagamento de 94.381 servidores do Executivo Estadual. 

 

Deste total, 40.301 são servidores efetivos; 4.474 são efetivos com comissão, 20.609 são temporários, cuja tabela salarial é baseada na tabela dos servidores efetivos; 23.498 são servidores aposentados e, por fim, 5.499 são pensionistas. 

 

 

 

Da Redação

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário