20/05/2016 - Querência - Diversificação das cadeias produtivas chama atenção na região do Araguaia

Com o desenvolvimento de diversas cadeias produtivas, a regional de Querência, formada por oito município do Médio Araguaia, tem mais de 40 treinamentos de capacitação rural previstos para junho. Estes eventos educacionais são oferecidos pelos Sindicatos Rurais em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT).

Formada pelos municípios de Água Boa, Campinápolis, Canarana, Cocalinho, Gaúcha do Norte, Nova Nazaré, Nova Xavantina e Ribeirão Cascalheira, a regional de Querência chama a atenção pela diversificação das cadeias produtivas que são desenvolvidas na região. Além da agricultura e pecuária, Sistema Agrosilvopastoril está sendo implantado em várias áreas.

Além dos cursos que ocupam os primeiros lugares no ranking dos mais solicitados junto aos Sindicatos Rurais e ao Senar-MT, como os da área de segurança no trabalho e de máquinas e implementos agrícolas, os Sindicatos Rurais desta regional têm solicitado os treinamentos de relacionamento interpessoal. O principal objetivo deste curso é desenvolver habilidades e competências sociais. O conteúdo inclui assuntos como autoconhecimento, autoestima, mudanças de paradigmas, comunicação, negociação no trabalho, entre vários outros.

O supervisor do Senar na região, Kleber Muller, explica que, assim como em todo Mato Grosso, a falta de mão de obra qualificada é um problema que preocupa os produtores rurais. "E como há várias áreas que estão em fase de transição a procura por qualificação aumentou nos últimos anos, mas, além do conhecimento técnico, os profissionais do campo também estão em busca de melhorar as relações interpessoais e aprender um pouco mais sobre a gestão da propriedade rural".

Cada um dos oito municípios que fazem parte da regional de Querência tem suas particularidades. Em Campinápolis, a bovinocultura de leite está em pleno desenvolvimento. De acordo com o presidente do Sindicato Rural e também da empresa Campleite, Joaquim José de Almeida, a qualidade do leite da região tem melhorado em função dos treinamentos e qualificações ofertados pelo Senar-MT.

Sistemas florestais é outra cadeia desenvolvida na região. Querência e Gaúcha do Norte têm áreas que estão sendo reflorestadas. Com isso, a solicitação de cursos junto aos sindicatos destes municípios também tem crescido.  O SENAR-MT oferece mais de 10 treinamentos específicos para esta área.

Já Cocalinho tem um grande potencial para o desenvolvimento do turismo rural. A expectativa do supervisor da regional de Querência é que os parceiros aproveitem o Plano Anual de Trabalho (PAT) para solicitar cursos, treinamentos e qualificações para os profissionais desta área.

Os demais municípios como Água Boa, Canarana, Nova Nazaré, Nova Xavantina e Ribeirão Cascalheira têm como base da economia a agricultura e a pecuária. O produtor João Silveira de Souza conta que há outras cadeias produtivas sendo desenvolvidas nestes municípios, mas ainda estão na fase de implantação.

Rotatividade de profissionais qualificados é outra preocupação dos produtores rurais desta região. "Acho que os produtores precisam conhecer melhor os treinamentos ofertados pelo Sindicato Rural em parceria com o SENAR. Eu solicito frequentemente os treinamentos mas, como a rotatividade dos colaboradores é grande, estou sempre precisando de mais cursos", destaca o produtor Josias Almeida Arruda do município de Querência.

Hélio de Oliveira, que também é produtor acrescenta que é preciso se empenhar para qualificar os colaboradores. "Um profissional bem treinado contribui para o aumento da produção, da produtividade e, consequentemente, da rentabilidade. Isso acontece em todas as cadeias produtivas".

PAT – O supervisor Kleber Muller lembra que nas próximas semanas começam a acontecer as reuniões de sensibilização do Plano Anual de Trabalho (PAT 2017).  "É o momento dos parceiros solicitarem os treinamentos para os próximos 12 meses", convida o supervisor. As reuniões da regional de Querência começam a ser realizadas a partir do dia 1º de junho. Os interessados em participar devem procurar o sindicato rural de seu município para mais informações.

REESTRUTURAÇÃO – A regional de Querência, assim como as outras dez, também passou por reestruturação em 2015. Antes, atendia 15 municípios e, com a mudança, passou a ser responsável por nove.

O supervisor Kleber Muller conta que o ano de 2015 foi um ano bastante desafiador em função da reestruturação. "A regional de Querência abrangia 15 municípios mais ao norte  do Vale do Araguaia e, com a criação da regional de Confresa, passamos a atender mais a região do  Médio Araguaia".

Para Muller o objetivo para 2016 é fortalecer a parceria entre os Sindicatos Rurais e o SENAR-MT. "Queremos aumentar o atendimento junto ao Sindicato Rural e visita-los com mais frequência".

 

 

 

Assessoria