20/06/2012 - Bisneto de Rondon participa de feira sobre indigenista desbravador em MT

Bisneto de Marechal Cândido Rondon, Dagnel Enore, 20 anos, descendente da etnia Pareci, foi atração durante a segunda feira de artesanato sobre o desbravador no município de General Carneiro (454 km de Cuiabá). Ele acompanhou as homenagens prestadas a Rondon com inauguração das ruínas do primeiro telégrafo implantado na divisa de Mato Grosso com Goiás, em 1902. 

Dagnel explicou que o avô dele, indígena, Maximiamo Enore, foi adotado ainda criança por Rondon durante seu trabalho de integração, na cidade de Mimoso, onde conviveu com a tribo do Parecis. 

“Ele ensinou meu avô a trabalhar com telegrafia”, relembra o jovem estudante de administração e que atua como músico numa banda gospel de Cuiabá e se apresentou em General Carneiro dia 15 de junho. 

Dagnel conta que um livro escrito na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) sobre a história do avô Maximiano, que morreu aos 84 anos em Cuiabá. “Minha famílias tem várias peças dos telégrafos com os quais meu avô trabalhou”, acrescentou. 

A organizadora da feira Cândido Rondon e da Associação Dom Bosco, Sabrina Musazzi, ficou surpresa pela visita do bisneto de Rondon na feira e destacou que o evento tem objetivo de relembrar a história do desbravador e dar oportunidade aos artistas plásticos da região de General Carneiro. 

“Os artesãos tiveram oportunidade de mostrar seus trabalhos em quadros e peças de barro, entre outros objetos”, frisou. O público prestigiou uma amostra de fotos de Rondon e os achados históricos de bobinas, produtos químicos e pedaços de postes de madeiras da primeiro telégrafo da região. . 

A assessora da Prefeitura de General Carneiro, Liliane Ribeiro, informou que o prefeito Juraci Buchudo (PT) deu total apoio ao evento através da prefeitura. A próxima feira já está marcada para 2013. 

 

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário