20/06/2016 - Agente do Pomeri que foi vítima de atentado parou de sentir as pernas

20/06/2016 - Agente do Pomeri que foi vítima de atentado parou de sentir as pernas

Um dos dois agentes socioeducativos do Pomeri que foi alvo de uma tentativa de assassinato está em observação no Pronto-Socorro de Cuiabá sem sentir as pernas. Ele foi atingido por seis tiros, um na coluna vertebral , na noite de sábado (18). A informação é do Sindicato da Carreira dos Profissionais do Sistema Socioeducativo (SINDPSS).

 

De acordo com Paulo César de Souza, presidente do SINDPSS, o agente que não sente as pernas foi identificado como Sidney. Apesar de não sentir a parte inferior do corpo, ele segue estável e sem correr risco de morte. O outro agente, identificado como Anderson, levou quatro tiros, mas passa bem.

Os dois agentes foram baleados com tiros de espingarda calibre 12 quando passavam pelo Bairro Sucuri. De acordo com Paulo Cesar, eles faziam escolta de uma equipe do título de capitalização MT-Cap. Contudo, ele assegura que a ação foi uma emboscada motivada pelo fato dos dois profissionais serem do sistema socioeducativo.

“Eles estavam fazendo uma escolta para o pessoal do MT-Cap quando foram vítimas da emboscada. Aquilo foi uma emboscada, viu, para matar mesmo. Não roubaram nem um papel do carro. Nada. Só chegaram atirando e foram embora. Eles sabiam do serviço. Acho que são grandes a chances de isso ter relação com os ataques da semana passada”, argumentou o presidente sindicalista.

De acordo com ele, o sindicato deverá preparar alguma ação para demonstrar indignação perante os ataques sofridos. "Nossa carreira não é diferente das de outras forças da segurança pública. Saímos de casa para trabalhar sem saber se vamos voltar", pontuou.

O Centro Socioeducativo de Cuiabá, antigo Pomeri, é uma unidade para aonde são mandados menores infratores a fim de cumprirem medidas socioeducativas.


Outro ataque

Em Várzea Grande, no bairro 8 de março, a casa de outro agente socioeducativo foi alvejada por disparos de arma de fogo, por volta das 21 horas deste sábado. Dois homens em uma motocicleta estavam atrás de um criminoso e dispararam. Os tiros pegaram na parede da residência do agente, que não estava no local.

Recentemente, casa de agentes prisionais foram alvos de ataques em várias cidades de Mato Grosso. As ações teriam sido orquestrados por detentos de dentro das unidades prisionais. Vale lembrar que as visitas voltaram a ser restringidas (apenas um dia por semana). Também está proibida a entrada de cigarros, alimentos e menores de idade.

 

 

 

 

Da Redação - Jardel P. Arruda

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário