20/07/2015 - Aumenta o número de roubo de cargas e carretas em Mato Grosso

O número de carretas roubadas ou furtadas com cargas nas estradas federais, em regiões próximas da Capital mato-grossense, aumentou de forma surpreendente – em seis meses deste ano, já foram registradas mais ocorrências do que em todo o ano passado. 

Pelas contas da Polícia Civil, em 2014, foram 35 roubos e 10 furtos, num total de 45 carretas levadas pelas quadrilhas especializadas, que visam tanto ao veículo como à carga. 

No primeiro trimestre deste ano, foram 29 roubos e 18 furtos, num total de 47 casos.

Conforme investigações da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos da Capital, os roubos ocorreram nos trechos do Sul de Mato Grosso, entre Rondonópolis, Jaciara, Juscimeira e Cuiabá. Em outro trecho, no Norte de Várzea Grande até Posto Gil. Outro trecho é entre Primavera do Leste e General Carneiro, em direção ao Nordeste do Estado.

As investigações apontam que, muitas vezes, o alvo dos ladrões são as cargas, principalmente, de combustível, que é fácil de repassar para o receptador, e não há como saber se o óleo diesel roubado foi misturado com o comprado com nota fiscal.

Na última quinta-feira (16), o membros do Grupo de Trabalho de Roubo a Carga de Mato Grosso se reuniram na Secretaria de Segurança, para elaborar propostas que aprimorem as ações de enfrentamento aos crimes contra as transportadoras de cargas no Estado.

Na reuniã,o ficou definido que serão desenvolvidas ações preventivas e repressivas integradas, tendo como meta prender lideranças responsáveis pelo crime em Mato Grosso.

De acordo com o coordenador do Gabinete de Gestão Integrada da Sesp, Héverton Mourett de Oliveira, há uma preocupação do Estado e de outras instituições em combater esse tipo de crime em Mato Grosso.

“Desde o ano passado, foi constituído esse grupo, formado por representantes da Segurança Pública e empresas ligadas ao transporte de cargas, para fazer um enfrentamento sistematizado e integrado desse crime e buscar resultados positivos”, explicou.

A capacitação dos motoristas que transportam cargas no Estado foi outro ponto discutido na reunião. 

Para o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Fábio Velozo Pastor, o curso de direção defensiva pode contribuir para redução de acidentes, evitando o saque de cargas.

O delegado Wagner Bassi Júnior, titular da DERRFVA, destacou a desarticulação, neste ano, de algumas quadrilhas especializadas em roubo e furto de cargas.

 “A Polícia Judiciária Civil intensificou as investigações contra o crime e, com isso, alcançamos resultados positivos na desarticulação de algumas quadrilhas”, disse.

 

 

Adilson Rosa 
Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário