20/07/2015 - Canoísta mato-grossense conquista o segundo ouro do Estado nos Jogos Pan-Americanos do Canadá

A canoísta Ana Sátila, de Primavera do Leste, venceu a final da canoagem slalom, na modalidade C1 (Canoa Individual) e conquistou a segunda medalha de ouro de Mato Grosso nos Jogos Pan-Americanos de 2015. A conquista aconteceu na tarde deste domingo (19). Esta foi a primeira medalha da canoagem feminina brasileira nos Jogos Pan-Americanos. Até agora, foram três medalhas de atletas mato-grossenses nos jogos (dois ouros e uma prata).
 
A mato-grossense completou o percurso em 1min53s01, somadas as penalidades, e terminou com uma vantagem considerável de 18s42 sobre a norte-americana Colleen Hickey, segunda colocada. Em terceiro, ficou a canadense Haley Daniels. Vale ressaltar que esta modalidade é disputada em corredeiras.
 
"Estou impressionada com a pista, é muito difícil. É um rio com curso natural bem mais forte do que aqueles nas quais estamos acostumadas a competir, até em circuito mundial", disse a brasileira. O curso artificial foi construído no rio Gull. No Slalom, os caiaques descem por corredeiras, passando por balizas. Quem tiver o menor tempo, somadas as penalidades, vence.
 
Ana Sátila nasceu em Primavera do Leste e tem apenas 19 anos. Aos 16 anos, ela participou da sua primeira olímpiada, em Londres, na Inglaterra. Em abril, a brasileira foi vice-campeã no K1 no Mundial Sub-23, em Itaipu. No ano passado, já havia sido campeã do Mundial Júnior, na Austrália. A mato-grossense já está classificada para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.
 
Até agora, Mato Grosso tem três medalhas no Pan-Americano de 2015, que acontece em Toronto, no Canadá. A primeira de ouro veio com o judoca David Moura e a prata na natação, com Felipe Lima. O Estado ainda tem representantes em outras modalidades e os números podem subir. Ana Sátila pode conquistar mais uma medalha no fim desta tarde, em outra modalidade da canoagem.

 

 

Wesley Santiago

Olhar Direto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário