20/08/2014 - 1º Leilão da Raça Araguaia foi sucesso de vendas

O 1º Leilão da Raça Araguaia foi um sucesso de público e de vendas. Realizado no sábado (9), todos os animais ofertados pela Fazenda Santa Rita foram arrematados. O recinto Filógeno Rocha, em Torixoréu, Mato Grosso, ficou lotado de criadores vindos de várias cidades da região, como Rondonópolis, Barra do Garças e Pontal do Araguaia.

O Leilão foi transmitido, ao vivo, pelo Agro Canal. Os reprodutores com idades entre 20 e 23 meses foram vendidos, em média, a R$ 8.400 cada um. Os bezerros F1 “Nelore x Araguaia” com 10 meses e 331 quilos foram comercializados a R$ 1.420 a unidade e as bezerras F2 “F1 x Nelore” de 10 meses e 273 quilos foram arrematadas por R$ 1.080 cada.

O reprodutor do lote 1 foi recordista no valor, arrematado a R$ 11.540. Para o criador da Raça Araguaia, Raul Almeida Moraes Neto, o 1º Leilão da Raça Araguaia superou as expectativas.

“Nós já sabíamos que havia um interesse dos criadores de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Tocantins pelos animais Araguaia, mas a procura foi bem maior do que imaginávamos. O Leilão foi importante justamente para que a gente pudesse analisar o mercado e, felizmente, o resultado foi extremamente positivo”, afirmou Moraes Neto.

Sobre a Raça Araguaia:

Os animais da Raça Araguaia têm na composição o Nelore (Zebuíno), Caracu (Europeu) e Blonde d’Aquitaine (Europeu). O Araguaia tem porte mediano, pele escura e pelos curtos e claros, o que ajuda a se adaptar bem ao calor da região. Ele também é dócil, rústico e tem extraordinária habilidade materna.

Em programas de cruzamentos industriais com reprodutores Araguaia e matrizes da raça Nelore, os bezerros são desmamados com 285 kg e as fêmeas com 245 kg. Isto equivale a, em média, 3@ a mais que a média nacional. Outra característica é a precocidade sexual. A novilha Araguaia entra em reprodução com 14 meses.

Os animais da Raça Araguaia foram os primeiros cruzamentos entre zebuínos e taurinos, com a finalidade de corte, a receberem o Certificado de Controle de Genealogia (CCG) pela Associação Brasileira de Criadores de Zebu (ABCZ) no Centro-Oeste do país. A certificação é importante para controlar a origem genética e a pureza racial dos animais.

 

 

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário