20/08/2014 - Lúdio diz ser o mais preparado para cuidar da saúde de Mato Grosso

Médico, o candidato diz que se preparou durante 17 anos e que conhece bem os problemas da saúde

 

O médico e candidato a governador, Lúdio Cabral (PT), afirma que a experiência que tem de mais de 17 anos dedicados exclusivamente à saúde pública em Mato Grosso o preparou para fazer desse setor no Estado uma referência para o país.      

 

"Eu estou me preparando há 17 anos e vejo agora uma oportunidade de, no Poder Executivo, poder provar que é possível mobilizar os trabalhadores da saúde pública e a população para realizar ações concretas e fazer de Mato Grosso modelo nacional de qualidade no sistema de saúde", afirmou Lúdio, durante entrevista nessa terça-feira (19) concedida ao programa  MTTV 2ª edição, da TV Centro América (afiliada da Rede Globo).       

 

Para concretizar as propostas, Lúdio detalhou que pretende apoiar a atenção primária fixando profissionais da saúde com segurança e boas condições de trabalho nas comunidades para estabelecer vínculos com as pessoas e garantir mais atenção e qualidade nos atendimentos a exemplo do próprio candidato, que trabalhou ao longo de sua carreira profissional por mais de 17 anos exclusivamente na saúde pública nas comunidades de Cuiabá.       

 

Além disso, Lúdio anunciou o projeto de revitalizar 50 hospitais municipais com objetivo de aproximar os atendimentos de baixa complexidade da população. Ele também destacou que irá reassumir a gestão direta dos hospitais regionais e dotá-los da capacidade de atender média complexidade e parte da alta.

 

Atualmente, estão sob administração das Organizações Sociais de Saúde (OSS). "Todos terão leitos de terapia intensiva, com porta pra atenção de urgência e emergência dos traumas e emergências clínicas, especialmente as cardiológicas e as neurológicas".      

 

No projeto de Lúdio para governar Mato Grosso, Cuiabá receberá um novo Hospital Central e Hospital Materno Infantil Estadual. O interior do Estado, por sua vez, será atendido por meio do programa "Mais Médicos Especialistas" que irá chamar residentes do curso de medicina para atuar em cidades estratégicas desafogando, assim, a demanda do Pronto Socorro da Capital. Também haverá investimento em todas as regiões para que as pessoas não precisem viajar longas distancias em busca de atendimento.

 

 

Redação 24 Horas News

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário