20/11/2012 Chuva causa estragos e deixa comunidade isolada no Noroeste de MT

Um bueiro feito sobre o Rio Branco rompeu devido à erosão provocada pelas águas das chuvas. Segundo informações de populares, um caminhão Julieta carregado de madeira caiu com a parte de traz e o trafego de veículos ficou por horas paralisado, impedindo o acesso à comunidade de Conselvan. O fato aconteceu na ultima sexta-feira, 16.
 
O desvio estava sendo usado como medida provisória de acesso à comunidade de Conselvan, enquanto a ponte do Rio Branco que fica na entrada da Terra Indígena Arara, localizada a 60 quilômetros do município de Aripuanã, passa por reforma a mais de um mês.   
 
Segundo o secretario de Obras, Marionildo, logo que ficou sabendo tomou as providências cabíveis e uma equipe foi enviada ao local para liberar o transito “Assim que fomos acionados, imediatamente deslocamos uma equipe para o local que ajudou num primeiro momento na baldeação das pessoas que estavam ali e precisavam atravessar para o outro lado” afirmou o secretario.
 
Conforme Marionildo houve a necessidade de interdição da ponte porque a estrutura da mesma estava comprometida “Aproveitamos o período de seca e a correnteza fraca, para não apresentar riscos aos habitantes da região, visando assim, não deixar essa comunidade isolada e, além disso, existe este desvio para a passagem de veículos tracionados”, complementou.
 
O empreiteiro responsável pela obra da ponte, Hamilton Rufino da Silva, informou que foi feito um levantamento completo da situação e que está tomando as providências em relação à manutenção e recuperação da mesma, previsto para 10 dias “O intuito é de garantir a segurança das pessoas que passam diariamente por aquela localidade” frisou Hamilton.
 
Lembrando que há dois anos a comunidade de Conselvan ficou por dias isolada devido a grande quantidade de chuva e um enorme volume de água no rio. Na época os indígenas disponibilizaram barcos para fazerem a travessia dos moradores da localidade. Devido aos estragos causados pelas chuvas, o prefeito decretou estado de calamidade pública.

 

O Repórter do Araguaia/Top News

Comentários

Data: 20/11/2012

De: eu nao so pucha

Assunto: estrada

eu ja falei ,tem que a rumar, as estrada ,nao meche com ,estrada da ilha do banal,nao dão conta de amurar me .estas estrada que e nossa .e que amurar estra do tocantins, valei agui tem ums quatro mes atras agora esta em cima de mais
vamos fica .ilhado dinovo vala do sequecido.

Novo comentário