20/12/2011 - Vendedor de móveis cai no golpe do prêmio por telefone

 

Ele alimentou celulares de criminosos que estão atrás das grades em R$ 1.000 e ainda foi parar no Plantão Metropolitano
 
Um vendedor da Citylar é a mais nova vítima do "golpe do prêmio por telefone". Ele alimentou celulares de criminosos que estão atrás das grades em R$ 1.000 e ainda foi parar no Plantão Metropolitano porque não pagou os créditos, deixando o prejuízo para um funcionário de uma loja de conveniência de um posto de combustível da Morada do Ouro.
 
O rapaz, de 27 anos, recebeu uma mensagem em seu celular dizendo que havia ganho um premio de R$ 30 mil. Para tanto, depositou numa conta poupança R$ 220. Em seguida, deveria colocar créditos de R$ 200 para cinco celulares - todos de prefixo 85 - que é dos bandidos que aplicam golpe.
 
"O rapaz disse ao atendente que iria pagar em dinheiro. Quando chegou a R$ 1.000 disse que não tinha dinheiro e o atendente acionou a PM", relatou um policial militar.
 
No Plantão Metropolitano, após levar um sermão de policiais plantonistas o vendedor foi liberado. No entendimento dos policiais, tanto quem recebe a mensagem como quem fornece créditos para celulares dever prestar muito atenção.
 
"Ninguém faz carregamento de crédito de R$ 200, pois nesse valor é para quem tem celular de linha e não de cartão. Parece que os atendentes não se atentaram ainda. Pior mesmo é quem recebe a mensagem e ainda não percebeu que se trata de um golpe", frisou um policial.
 
Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário