21/01/2013 - Na seca é poeira, agora são os atoleiros; o sofrimento no Araguaia continua

 

A população que reside ou transita pelo Norte Araguaia sofre, mais como sofre. No período da seca é tanta poeira que faz vitimar muitos transeuntes devido à falta de visibilidade. São tantas mortes que devido à falta de acesso aos meios de comunicação muitas delas ficam sós, sob os olhares cheios de lágrimas dos famíliares e vizinhos.

 

No tempo chuvoso o sofrimento continua um pouco diferente. As estradas de chão em alguns locais como nas fotos da BR 158 no município de Bom Jesus do Araguaia próximo a localidade denominada Alô Brasil, ficam escorregadias - porque patrolar é mais barato do que cascalhar - ao ponto de parar o tráfego formando filas enormes e interromper viagens causando enormes prejuízos.  Como os 'hospitais' da região são sob-rodas rumo a Água Boa ou Cuiabá, a parada nos atoleiros aumenta o sofrimento dos pacientes e causa desespero aos profissionais da saúde.

 

Na BR 80 não é diferente: os atoleiros são intermináveis e existem poças d’água que cabe uma carreta treminhão de nove eixos.

 

Nas estradas vicinais são as pontes e suas cabeceiras que são levadas pelas águas e o pior, pela legislação atual, máquinas públicas não podem ser usadas para os consertos em propriedades particulares senão o MP denuncia o gestor que determinou a realização da obra.

 

Como dizia o Rei do baião: “Chuva e sol poeira e carvão/ Longe de casa sigo o roteiro de mais uma estação” no caso dos moradores dessa longínqua região fica o sofrimento e a tristeza no coração.

 

Todos sofrem às humilhações em silêncio: microfones não são bem vistos por lá. Quando falamos em internet, a entrevista é sempre encerrada. O pior ainda é que depositam o voto nos candidatos a deputados de outras regiões, atendendo as 'costuras' políticas das lideranças locais. Depois de eleitos a maioria deles desaparecem até na próxima campanha onde inventam projetos mirabolantes, despejam dinheiro nas contas bancárias dos prefeitos, vereadores e chefes de partidos e depois, bye bye Araguaia.

 

Enquanto isso, os produtores rurais que são explorados pagando altíssimos impostos e que levam o progresso, empregos e desenvolvimento, sofrem e como sofrem. Esta semana um desses desbravadores fretou um avião para ver chegar à sua lavoura um produto que tanto precisava para combater as lagartas.

 

Carretas e mais carretas ficam atoladas nas estradas carregadas de bois que demoraram anos nas invernadas para ficarem prontos. A arroba com preços já defasados, quando os animais chegam para o abate, o pequeno lucro é retirado na ponta da faca devido aos machucados causados no pisoteio dentro das gaiolas.

 

O povo é tão abandonado que passam a acreditar nas promessas relatadas nas proposições dos parlamentares que são distribuídas e publicadas na imprensa. Gente proposição é sonho, é só proposta. Quando o político chega aos municípios ainda são ovacionados pela população. Se for o visitante o deputado estadual “Eu indiquei tal obra ao governador” se for o governador, deputado federal ou senador “Eu solicitei a obra à presidenta”. Há, eu estava esquecendo os líderes locais. Também aproveita a oportunidade pra vender o peixe: “Eu que solicitei a obra ao fulano de tal que é do meu partido” – aquelas que nunca irão sair – como a federalização das rodovias.

 

Esse negócio de federalização é conversa fiada. Se federalizar resolvesse o problema, a BR 158 não estava sendo pavimentada a passos de tartaruga. Quero pedir desculpas aos vagarosos animais, eles não merecem ser comparados com a velocidade de governos inoperantes e incompetentes.

 

E daí? De estação em estação, até à próxima eleição...

 

Escrito por Fotos: Nilce Maria / Água Boa News

COMENTÁRIOS

Data: 22/01/2013

De: O ELEITOR

Assunto: O sofrimento continua..

Gostaria de felicitar Nilce Maria, pois palavra por palavras descreveu um sentimento de revolta tristeza e dor por mim compartilhado, são tantos anos de decepção e constragimento por essa região em que moramos diga-se de passagem que amo tanto pois toda a minha vida morei por aqui, e ja se vão 44 anos de promessas mentiras e abandono, tenho o privilégio de andar por outras regiões desse pais e verdade oque eu falo, as lágrimas me vem a face em ver que só porque somos de uma região onde o voto não é suficiente para sermos enxergados, quando saio de minha cidade São Félix do Araguaia, ja vem o desconforto e a ansiedade por chegar logo na parte que contem um asfalto de péssima qualidade, mas ja devemos nos contentar com isso, para sentir o alívio primeiro pelos solavancos da estrada e depois ainda um transporte efetuado pela empresa Barratur o ônibus fedendo toda especie de mal cheiro e um ar condicionado que se percebe a falta de manutenção quando funciona e os serviços cobrados como se tudo estivesse perfeito, mas de novo devemos nos sentir privilegiados pois que carro aguenta essas nossas estradas, e o mais revoltante tão bem mencionado pelo lucidez de dona Nilce Maria, são esses politicos locais que entra decadas e decadas apoiando os " pais do araguaia", sabemos que a região possui uma empresa para fazer a manutenção das estradas, que por incrivel que pareça só se mobiliza para " arrumar " as estradas no periodo chuvoso, fato esse que constatei in loco no trecho entre o posto da mata " ja não existe mais" e o luizinho, então caros amigos olhemos bem nessas proximas eleições, que somos obrigado ainda a votar nessa corja vamos mobilizar e votar em cadidato..eu disse "candidato" pois não adianta entrar varios e nenhum deles consegui exito, pois essa é a arma dos espertalhões de cuiaba e sua baixada, que vem com as malas de dinheiro e compra nossos valorosos politicos locais avidos por dinheiro para apoiar esse ou aquele e assim como todo o sempre...digo isso não se importando se é dessa ou daquela cidade..oque importa é a nossa região..mas pra falar a verdade eu ja não tenho motivos pra acreditar nessa classe..infelismente o sistema funciona assim..falei!

Novo comentário