21/01/2016 - Servidores recebem lanches com larvas; veja vídeo

21/01/2016 - Servidores recebem lanches com larvas; veja vídeo

Servidores de monitoramento eletrônico e agentes prisionais lotados na Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) denunciaram a empresa Vogue Alimentação e Nutrição Ltda/ME, por entregar refeições e lanches inapropriados ao consumo.

 

Um servidor encontrou diversas larvas dentro de um salgado que teria sido entregue para o lanche da tarde. Segundo informações, ele sentiu um mau cheiro e quando abriu o salgado percebeu que estava cheio de larvas.

 

Ele resolveu fazer um vídeo e enviar para a Sejudh como forma de comprovar as reclamações que vinham sendo feitas há algum tempo para a Secretaria.

 

"Isso é inadmissível, já havíamos reclamado desta situação, mas ninguém nos deu ouvido. Por isso, resolvemos fazer o vídeo e compartilhar em redes sociais, mostrando o descaso para com os servidores", relatou um funcionário que pediu para não ser identificado.

Ele destaca que a comida fornecida pela empresa não é boa. É muito mal conservada. Muitos servidores passem mal quando comem. Ultimamente preferimos trazer comida de casa, porque é só comer que dá diarreia, náuseas e dores abdominais".

O servidor informou que o fato envolvendo o salgado aconteceu no mês passado e foi a primeira vez. "Em relação às marmitas, nunca encontramos larvas, mas não dá para comer. A empresa poderia investir e melhorar na forma de preparo dos alimentos, porque é paga para nos fornecer uma alimentação boa, e não tem feito isso há muitos anos", lamentou.

Outro lado -

 A empresa Vougue Alimentação e Nutrição Ltda esclarece que até o presente momento não foi confirmada a veracidade das alegações, nem mesmo a autenticidade e irregularidade do vídeo exibido. Inclusive, não houve manifestação definitiva por parte da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos  de Mato Grosso (Sejudh), cloncluíndo pela imputação desse fato á empresa vogue. 

Já a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Mato Grosso enviou nota de esclarecimento à redação.

Leia na íntegra

A Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), por meio da Gerência de Alimentação, entrou em contato com todas as unidades do Estado em dezembro de 2015 para verificar a situação dos alimentos que eram entregues nas unidades. Nenhuma delas reportou problema parecido.

O alimento é entregue diariamente, e é embalado para evitar contaminação. Neste caso em específico, a empresa responsável foi notificada pelo Governo do Estado. Caso ela reincida no mesmo problema, caberá multa.

 

Veja o vídeo: www.youtube.com/watch?v=6UtFHFHxYls

 

 

Soraya Medeiros, repórter do GD

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário