21/02/2011 08h:41 Eu não nasci 'ajojado' ao Valtenir, afirma Pedro Taques

A frente das discussões do Movimento Mato Grosso Muito Mais, o senador Pedro Taques (PDT) rebateu as recentes declarações do deputado federal Valtenir Pereira (PSB), presidente regional da sigla que também integra o grupo. O pedetista disse não ter nascido 'grudado' com o 'colega ' para saber sua posição e que se há opinião contrária deve ser comunicado oficialmente.
“Respeito a posição do Valtenir, até porque não nasci ajojado com ele, mas se ele é contra o movimento tem que comunicar oficialmente”, afirmou Taques, ao ressaltar que o MT Muito Mais foi lançado antes mesmo da disputa eleitoral de 2010, pelos mesmos partidos que encabeçaram a campanha do empresário Mauro Mendes (PSB), ao governo do Estado.
O bloco liderado pelo senador esteve reunido na semana passada para discutir estratégias e estabelecerem trabalhos para a disputa eleitoral de 2012, nas eleições municipais. Além das quatro siglas PDT, PSB, PV e PPS, já aderiu ao grupo o PSDB, que no pleito do ano passado lançou como candidato a governador o ex-prefeito de Cuiabá Wilson Santos.
Questionado sobre a relação entre Valtenir e Mendes, já que o federal acredita que as articulações são precipitadas e 'suicídio' e o empresário tem participado dos encontros, Taques se limitou a dizer que isso passa por uma discussão interna do partido. “Isso é uma discussão interna deles (PSB), mas é interessante que a sigla fique sim no movimento”, pontuou.
A sigla socialista vem enfrentam vários embates internos já que Mendes e a deputada estadual Luciane Bezerra (PSB) têm se mostrado favoráveis ao movimento, divergindo da decisão do presidente regional. Além da possível articulação da parlamentar em tirar o comando do partido de Valtenir.

 

Da Redação - Julia Munhoz