21/02/2014 - Ministra cobra Silval segurança para prefeita ameaçada de morte

A ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário, vai notificar o governador Silval Barbosa (PMDB) solicitando que seja implantado imediatamente um plano de segurança pessoal para a prefeita Bett Sabah Marinho da Silva (PT) do município de Rondolândia (1.600 Km a noroeste de Cuiabá) que está sendo ameaçada de morte há pelo menos 8 meses.

Bett decidiu ir para Brasília em busca de ajuda e proteção, pois afirma que em Mato Grosso o governo já sabe das ameaças e nada faz para oferecer segurança a ela e também aos moradores do município administrado por ela que registra índice alto de violência, apesar de ter uma população de apenas R$ 3,7 mil habitantes.

Desde a última segunda-feira (17) a prefeita está em Brasília e teme voltar para Rondolândia, onde já foi obrigada a mudar os filhos da escola. Na capital federal, a petista também recebeu apoio da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos na Câmara Federal. Ela foi ouvida na tarde desta quarta-feira pelos deputados que integram a Frente.

As ameaças de morte, segundo a prefeita, foram relatadas à Secretaria Estadual de Segurança (Sesp) em 2013 por meio da Associação Mato-grossense do Municípios (AMM). Mas nada foi feito para tentar investigar ou oferecer proteção à prefeita, sua família e também aos moradores de Rondolândia que só dispõe de 4 policiais militares e não tem delegado, juiz e nem representante do Ministério Público.

Para a ministra que recebeu a prefeita nesta quarta-feira, o governado do Estado precisa tomar providências e garantir a segurança da gestora bem como da população local do município que faz divisa com o estado de Rondônia. "Entrarei em contato com o governador de Mato Grosso e com o ministro da Justiça solicitando que seja implantado imediatamente um plano de segurança pessoal para a prefeita e para o município”, enfatizou a ministra.

“Estamos falando aqui de uma autoridade pública cerceada do seu direito de exercer sua função em decorrência de ameaças de morte, isso é grave e nós tomaremos todas providências para protegê-la, a senhora não está sozinha", enfatizou Maria do Rosário ressaltando que a prefeita só vai embora com proteção policial e com um plano de segurança pessoal e para a cidade de Rondolândia.

Enquanto isso, a prefeita Bett Sabah continua “refugiada” em Brasília. A demora é porque até esta quarta-feira, o governador Silval Barbosa ainda não tinha atendido a ministra. “Mas não posso esperar muito, tenho obrigações, ela [ministra] sabe disso”, relata a prefeita que acredito que a divulgação do fato e a repercussão em Brasília na Câmara dos Deputados deve ter intimidado o mandante. “Quero mesmo que descubram de onde vem isso”, ressalta.

Conforme o Gazeta Digital informou na terça-feira, a prefeita decidiu ir para Brasília porque vem recendo ameças de morte há pelo menos 10 meses “Já recebi informações de que estão pagando R$130 mil para quem me matar”, denunciou ela ao lamentar que o governo do Estado nada fez para apurar de onde partem as ameaças.

A visita de Bett Sabah foi acompanhada dos deputados federais Ságuas Moraes (PT-MT), Padre Tom (PT-RO), Nilmário Miranda (PT-MG) e Domingos Dutra (SDD-MA) representando a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos na Câmara Federal. "Nós vamos à Rondolândia, conhecer a realidade in loco, depois visitaremos o governador e o Secretário de Estado de Segurança Pública. A prefeita não está sozinha, o Estado deverá assumir suas responsabilidades e nós estamos aqui não só para apoia-la, mas também para fazer com que o governo de Mato Grosso faça a sua parte neste caso" enfatizou Domingos Dutra.

Comentários

Data: 22/02/2014

De: José Resende

Assunto: Petista no caminho da morte...

Isso tudo vem acontecendo em vários lugares do país onde os PETISTA que governa, estão deixando a população revoltada pelo índice alarmante de corrupção causado em seus governos...Agora eu acho engraçado só por que é do PT a ministra tem que pedir segurança, quantos outros Prefeitos de outros partido sofre ameaça e não seve, falar em segurança para eles, agora como é do PT o governo tem obrigação de manter a segurança deles. coisa ridícula que acontece nesse país. Por que eles não cria sua própria segurança, quando é para lesar a População Brasileira não pede segurança...

Novo comentário