21/02/2015 - Emanuel afirma que demissões na AL causaram desequilíbrio em famílias

O deputado estadual Emanuel Pinheiro (PR) vai colocar em pauta as demissões dos 858 servidores comissionados, na discussão do Colégio de Líderes. As exonerações foram publicadas no Diário Oficial, no início deste mês. O republicano diz que a reunião tem por objetivo analisar a situação de funcionários demitidos e acredita na readmissão dos mesmos.

 

Segundo o deputado, é preciso conhecer os critérios adotados pela Mesa Diretora. “A impressão que passa é de que estão colocando todos em uma vala comum. A situação tem provocado desequilíbrio emocional e financeiro nas famílias que estão desesperadas e angustiadas. Sou a favor do corte de gastos, da transparência, do pente fino, mas desde que haja justiça e parâmetros pré-estabelecidos. Temos que entrar em consenso e reaver as demissões”.

 

Emanuel ressalta que é uma injustiça como vem sendo tratado os comissionados. “É uma falta de respeito com estes servidores, pais de famílias, que há décadas prestam serviços à sociedade mato-grossense. Afinal, são centenas de famílias prejudicadas sem nenhum aviso prévio e, que, de uma hora para outra são exonerados sem o direito de receber o salário do mês”. 

 

Em relação aos possíveis “fantasmas” no quadro funcional da Assembleia, o deputado se mostra preocupado. Para ele, estes fatos isolados precisam ser explicados. “Queremos que as denúncias apresentadas sejam esclarecidas, que sejam anunciados os nomes dos supostos servidores fantasmas; dos servidores com supostos salários de marajás, para que não fique parecendo que a maioria esteja comprometida com esse tipo de irregularidade”, conclui. (Com Assessoria).

 

 

Camila Cervantes

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário