21/02/2015 - Taques e Mendes anunciam parceria para construção de hospital

O Governo de Mato Grosso e a Prefeitura de Cuiabá vão assinar, na próxima semana, um convênio para a construção, em conjunto, de um novo hospital com mais de 300 leitos na Capital. 

Além da celebração da parceria, ambos também farão o lançamento de edital de licitação, que irá contratar a empresa responsável por construir a unidade de Saúde.

O novo Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá será feito com base no projeto já contratado pela Prefeitura e terá 21 mil metros quadrados de área construída, alocados em uma área de sete hectares na região do Centro de Eventos do Pantanal. 

A previsão é de que, tão logo seja conhecido o vencedor da licitação, a ordem de serviço para início da obra seja dada e concluída no prazo de 20 meses.

O Governo e a Prefeitura estimam que, para colocar o projeto em prática, serão necessários recursos na ordem de R$ 80 milhões, dos quais cerca de R$ 50 milhões serão aportados pelo Estado e R$ 30 milhões pelo Município. 

Já a compra de equipamentos exigirá uma média de R$ 25 milhões.

Compromisso

Segundo o governador Pedro Taques, a parceria com Cuiabá irá melhorar a prestação do serviço público atualmente ofertada a pacientes de todo o Estado que procuram por atendimento na capital. 

“Nós não podemos impedir que o cidadão venha de seu município para cá. O ideal é que ele ficasse lá em sua cidade sendo atendido e para isso estamos trabalhando no fortalecimento dos hospitais regionais. Mas Cuiabá é a única capital do Brasil que não tem um hospital público estadual de qualidade. O Estado vai ajudar o Município e isso reflete no estado todo. Esse hospital será referência”, afirmou.

Para o prefeito Mauro Mendes, a implementação do Hospital e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá é uma importante decisão tomada em conjunto com o Governo. 

Ele lembrou que sempre apontou a incapacidade financeira do município de tocar a obra sozinho. 

“O governador se comprometeu e está honrando esse compromisso de ajudar o município partindo do entendimento de que Cuiabá atende uma parte considerável da saúde de Mato Grosso”, disse.

O secretário de Estado de Saúde, Marco Bertúlio, explicou que, antes de lançar a licitação da nova unidade de saúde, estudos são realizados para definir as especialidades a serem atendidas. 

A proposta é oferecer atendimentos que não são feitos em regiões polos do Estado, de modo a descentralizar os serviços.

 

 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário