21/02/2015 - Museu de São Félix do Araguaia tem um dos melhores acervos de Mato Grosso

21/02/2015 - Museu de São Félix do Araguaia tem um dos melhores acervos de Mato Grosso

O Museu Municipal Histórico e Cultural do Centro Oeste, localizado na Avenida Araguaia, ao lado da prefeitura, possui um acervo cultural que conta boa parte das vivências do povo do rio Araguaia. Tal acervo vai de uma biblioteca composta por bons a raros livros (romances, contos, infantis) e obras de Willy Aurelly, Hermano Ribeiro da Silva, Couto Magalhães e diversificadas figuras que narraram com maestria sobre a vida do povo araguaiano.

O museu conta também com vários escritos sobre a vida do Cândido Mariano da Silva Rondon (Marechal Rondon). Até amostras originais das linhas telegráficas estão ali expostas. Também um rico acervo de baixelas e pratarias do legendário Hotel JK, criado pelo presidente Juscelino, e que tantas lembranças trazem ao povo da região.

Há outras espécies raras de amostras, tais como: uma roca de fiar, máquinas de datilografias, celulares tipo “tijolão”, porcelanas indígenas encontradas no fundo do solo por arqueólogos. Armas antigas do tempo da Guerra do Paraguai também estão ali expostas. Há uma gama de obras de artistas plásticos da região que exibem belíssimas paisagens, inclusive com sugestões de ferrovias no Araguaia e outras esperanças que povoam os sonhos de nossa gente. Acrescido de obras de esculturas com motivos locais.

Ao sair do museu o visitante dá de cara com outros dois museus ainda mais ricos e mais históricos: o Rio Araguaia e a Ilha do Bananal.

 

Visite nossa unidade! Não perca a oportunidade de fazer uma bela viagem no tempo. As servidoras Leonice Muchel, Aracy Santana e Maria Euzita Souza estão a espera dos visitantes.

 

 

 

Redação: Sergildo Ribeiro Gonzaga

Imagens: Vanessa Lima/O Repórter do Araguaia

Departamento de Comunicação - PMSFA

Comentários

Data: 22/02/2015

De: Dulce Moreira

Assunto: Fotos

Parabenizo aos idealizadores de publicar fotos antigas na pagina do face é uma maneira de quem não possa ir pessoalmente ter a oportunidade de rever fotos de pessoas conhecidase amigas. Passei minha infancia e parte da adolescencia em São Felix, hoje resido em Belém, tenho boas lembranças dai e adoro a historia de bravura desse povo.

Novo comentário