21/03/2016 - Suspeito de mandar matar juiz é baleado durante assalto

21/03/2016 - Suspeito de mandar matar juiz é baleado durante assalto

atingido por um disparo de arma de fogo na região do abdômen, durante um assalto em frente a uma padaria em Curitiba, no Paraná.

 

O empresário estava acompanhado de sua esposa, Marli Maggi, irmã do senador Blairo Maggi (PR). Ferido, ele seguiu para um hospital próximo ao local. Josino é acusado de ser um dos mandantes do assassinato do juiz Leopoldino do Amaral.
  
O caso foi registrado por volta das 18h (horário do Paraná), no sábado, 19 de março, na rua Princesa Izabel, no bairro Batel, em Curitiba. Josino e a esposa estariam na Capital paranaense visitando parentes.
 
De acordo com informações da 2ª Companhia do 12º Batalhão da Polícia Militar do Paraná, o fato ocorreu em frente a uma padaria. O disparo teria sido feito no momento em que Josino se abaixava para deixar a sacola que carregava no chão e pegar seus pertences para entregar ao suspeito.
 
Mesmo ferido, informou a 2ª Companhia do 12º Batalhão da Polícia Militar do Paraná ao Olhar Direto, Josino dirigiu-se com a esposa até um hospital próximo à padaria, localizado na Avenida Batel, no bairro de mesmo nome.

Não há informações de pertences levados.
 
Josino Guimarães é acusado pelo Ministério Publico Federal (MPF) de ser o mandante do assassinato do juiz Leopoldino Marques do Amaral, ocorrido em setembro de 1999, em Concépcion, no Paraguai.
 
O empresário seria julgado no último dia 24 de fevereiro pelo caso, porém o julgamento foi anulado após suspensão por liminar do ministro do Superior Tribunal de Justiça, Jorge Mussi.

 

 

viviane petroli 
do olhar direto

 
 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário