21/06/2011 - 08h:30 Mulher reconhecida como a pessoa mais velha do mundo morre em MG

Maria Gomes Valentim faria 115 anos em julho.
Segundo hospital, ela morreu em decorrência de uma pneumonia.

Maria Gomes Valentim, conhecida como a Vó Quita, de 114 anos, morreu às 4h15 desta terça-feira (21), na Casa de Caridade de Carangola, na Região Zona da Mata, em Minas Gerais. Ela foi reconhecida pelo Guinness Book – o livro dos recordes – como a pessoa mais velha do mundo.

De acordo com o hospital, Vó Quita entrou no centro de saúde por causa de uma pneumonia e teve uma infecção generalizada.

O velório está sendo feito na Capela São Pedro e o enterro será às 16h no Cemitério Jardim da Paz, em Carangola.

Vó Quita completaria 115 anos no dia 9 de julho.

Guinness Book
O Guinness Book reconheceu Vó Quita como a pessoa mais velha do mundo no dia 18 de maio deste ano. Maria Gomes Valentim, de 114 anos, era moradora da cidade de Carangola, na Região da Zona da Mata.

A equipe do Guinness confirmou a data de nascimento de Maria: 9 de julho de 1896. Com isso, Besse Cooper, que ainda está viva, passa a ser a pessoa mais velha na América da Norte.

A mineira morou durante toda a vida na mesma cidade. Maria Valentim se locomovia em uma cadeira de rodas e recebia o equivalente a um salário mínimo para sobreviver (R$ 545). A mineira também dependia o sistema público para tratamentos, já que a família não conseguia pagar seguro de saúde privado.

Ela se casou com João em 1913, mas seu marido morreu em 1946. Teve apenas um filho, quatro netos, sete bisnetos e cinco trinetos. Conhecida como Vó Quita, a mineira parece ter herdado a longevidade do seu próprio pai, que também viveu muito: 100 anos.

 

Maria Gomes Valentim, de 114 anos, em foto de 11 de março de 2011. (Foto: Guinness World Records/AP Photo)

 

Do G1 MG

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário