21/06/2014 - Cuiabá encanta imprensa internacional: “estou apaixonado pela cidade”, diz jornalista

Eu me vejo morando em Cuiabá. Estou apaixonado pela cidade”. A frase é para encher os cuiabanos de orgulho, serve para retomar a autoestima de um povo que nos últimos dois anos viveu um dos seus mais difíceis períodos, com as obras da Copa do Mundo, a confusão, o atraso, as dúvidas e as incertezas. O desejo expresso de paixão saiu de quem conhece o mundo, o jornalista Yutaka Shimizu, da agência japonesa, The Nikkan Sports News.

 

Na visita, diferente do &039;campo de guerra&039; decantado, o jornalista japonês encontrou um cenário de natureza exuberante. Mas, Yutaka Shimizu também estava particularmente encantado com a história de vida dos pescadores, após ouvir relatos de Francisco Antunes Pereira, 69 anos, que contou como preserva as tradições da pesca e do artesanato passadas pelo pai e avô. 

 

Às margens do Rio Cuiabá, muitas comunidades ribeirinhas ainda mantêm hábitos dos primeiros habitantes da região. O artesanato, a pesca, a gastronomia, a dança típica Siriri e o canto religioso feito para festas de santos, o Cururu, encantaram os repórteres.

 

Também estiveram na visita profissionais da agência Xinhua News Agency, Guillermo Ariasm, correspondente do México; e Sebastian Moscoso, do Chile; e o repórter da rádio Czech, David Koubek, da República Checa. Eles aproveitaram o feriado para conhecer a cultura e a história da comunidade.

 

Para os jornalistas internacionais a comunidade ribeirinha representa uma das regiões mais bonitas da cidade. “Vou guardar a imagem de um cenário lindo e tranquilo, com famílias pescando ou passando à tarde na beira do rio”, afirmou Guillermo Arias.

 

O correspondente da rádio Czech no Brasil, David Koubek, e o jornalista chileno, Sebastian Moscoso ressaltaram que o local retrata a cultura cuiabana. “As pessoas são amáveis e acolhedoras. A região é muito tranquila e a arquitetura é muito diferente”, disseram.


A comunidade São Gonçalo Beira Rio situa-se às margens do Rio Cuiabá, no bairro de Coxipó da Ponte, na capital do Mato Grosso. Com cerca de 290 moradores, essa comunidade ribeirinha teve seu surgimento ainda no século 18, sendo a área considerada por alguns moradores como o “berço” de Cuiabá.

 

Escavações arqueológicas na região encontraram peças de cerâmica com tipologias similares às produzidas ainda hoje pelos habitantes locais, demonstrando sua origem antiquíssima. Cerca de 40 artesãs (a maioria dos produtores são mulheres) trabalham em São Gonçalo produzindo peças decorativas e utilitárias, tanto simples quanto com elementos figurativos. (Informações PROMOART - Programa de Promoção do Artesanato de Tradição Cultural).

 

 

 

Fonte> site 24 horas News

Comentários

Data: 22/06/2014

De: DJ. Tupiniquim

Assunto: Cuiaba

Tem gosto pra tudo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Novo comentário