21/08/2013 - TRE cassa liminar de prefeito e segundo colocado pode assumir

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Goiás, por votos 3 votos a 2, julgou improcedente a liminar que mantinha no cargo de prefeito Cleudes Baré (PSDB) na cidade de Bom Jardim-GO, a 32 km de Barra do Garças e manteve a decisão de primeira estância pela cassação do tucano e posse do segundo colocado Nailton de Oliveira (PMDB). 

A decisão foi amplamente comemorada pelos peemedebistas de Bom Jardim, porém eles aguardam a publicação do acórdão para saber se assume de imediato ou o tucano pode recorrer no cargo. Por telefone, Nailton disse que assumirá a prefeitura e que Baré terá que recorrer fora do cargo de prefeito.

Baré não foi localizado para falar sobre assunto, porém o assessor de imprensa Heber Senna, disse que o tucano está em Goiânia aguardando a publicação do acórdão para saber se permanecerá no cargo. “Nós já estamos recorrendo desta decisão em Brasília junto ao TSE”, explicou Senna.

O tucano foi denunciado pelo grupo de Nailton de Oliveira na eleição passada quando teria escriturado alguns lotes doados pela prefeitura com intuito de obter votos. No julgamento de primeira estância, o tucano perdeu e só conseguiu ser diplomado porque conseguiu uma liminar junto ao TRE.

Baré nega o crime de captação ilícita de votos e argumenta que os lotes foram dados pelo ex-prefeito Nailton dez anos atrás e que a escrituração foi apenas um tramite normal da prefeitura e teria ocorrido antes do período eleitoral.

 

Ronaldo Couto

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário