21/08/2014 - Concessionária Rota do Oeste já trabalha na duplicação da BR-163, no Mato Grosso

A Concessionária Rota do Oeste – ativo da Odebrecht TransPort – iniciou, em 9 de junho, as obras de duplicação da BR-163, no Mato Grosso. Nesta fase, será duplicado um trecho de 22,7 km, entre o município de Rondonópolis e um terminal multimodal, estratégico para a logística de escoamento de grãos da região. Paralelamente, a empresa fará intervenções em um trecho de 28 km no contorno da capital Cuiabá e em 60 km localizados nas proximidades do município de Nova Mutum. Os pontos de intervenções foram escolhidos após a avaliação de todo o trecho concedido e a identificação dos pontos mais críticos.

A Rota do Oeste é responsável pela duplicação de 453,6 km de um total de 850 km da rodovia. Nos demais trechos, as obras ficam a cargo do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). A duplicação da rodovia em Mato Grosso é uma demanda antiga da população e dos setores produtivos do Estado. Por dia, cerca de 70 mil veículos trafegam pela via, dos quais 68% são de carga, o que torna a BR-163 o principal corredor para o escoamento da produção do agronegócio na região Centro-Oeste.

O presidente da Associação dos Transportadores de Carga de Mato Grosso (ATC-MT), Miguel Mendes, destaca que os benefícios gerados pela concessão vão reduzir os custos de produção no Estado: “A concessão da BR-163 é, para nós, motivo de esperança. Os custos com o transporte da produção são muito elevados devido às más condições de trafegabilidade da rodovia. Perdemos tempo e dinheiro com os prejuízos causados pela estrada”.

No segundo semestre deste ano, a concessionária passará a oferecer serviços aos usuários, como ambulância e guincho leve e pesado. A Rota do Oeste implantará ainda um plano de segurança viária, trazendo mais segurança e conforto ao motorista, que passará a contar com socorro médico e mecânico 24 horas e com uma rodovia 100% monitorada, com câmeras a cada dois quilômetros.

Nos primeiros cinco anos de concessão, prazo que a Rota do Oeste tem para concluir a duplicação dos 453,6 km sob sua responsabilidade, o investimento previsto na rodovia é de R$ 2,8 bilhões. Durante os 30 anos do contrato, o investimento alcançará R$ 5,5 bilhões.

 

 

Escrito por assessoria - edição Kassu/ÁguaBoaNews

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário