21/08/2015 - Júlio diz que Leitão está “destruindo” aliança do DEM com PSDB

O ex-governador Júlio Campos (DEM) afirmou que o deputado federal Nilson Leitão, que preside o PSDB no Estado, está destruindo a aliança entre os dois partidos, além de causar um "mal-estar" na relação partidária. 

Segundo Júlio, Leitão quer "arrastar" os irmãos Dilmar e Dilceu Dal'Bosco, ambos do DEM, para o ninho tucano. Caso contrário, o PSDB não apoiaria a candidatura de Dilceu à Prefeitura de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá), em 2016.

Com a adesão do governador Pedro Taques - que se filiará no dia 29 deste mês -, a cúpula do PSDB no Estado passou a assediar líderes políticos de outros partidos.

O ex-governador esteve na Assembleia Legislativa, na quarta-feira (19), ao saber, segundo ele, pela imprensa, que o deputado Dilmar pode deixar o DEM. "Fui conversar para saber a posição dele, se vai continuar no partido, se vai sair”, disse. 

“Ele recebeu um convite do deputado Nilson Leitão para voltar para o PSDB, do qual ele é originário. Agora, parece-me, teria havido uma conversa no sentido de que, para o PSDB de Sinop apoiar a candidatura do Dilceu Dal'Bosco, eles querem a volta dele para o PSDB. Caso contrário, não teria o apoio do partido", explicou Júlio Campos, após conversar com Dilmar. 

Na avaliação do ex-governador, o deputado Nilson Leitão deveria ter, num primeiro momento, entrado em contato com ele, antes de “assediar” os democratas. 

“Não digo que está havendo traição, mas acho que o deputado Leitão não está sendo sincero conosco. Ele deveria nos procurar, antes de querer 'avançar' no Dilmar. Este é um assunto que tem que ser discutido com sinceridade”, disse. 

“Isso causa um mal-estar. Vou até levar essa decisão ao diretório nacional do partido, questionando que parceria é essa. Porque, em Mato Grosso, o deputado Leitão, que é nosso aliado, quer nos destruir”, completou Júlio Campos. 

Ainda segundo ele, o DEM nunca foi procurado para tratar sobre o assunto. 

“Não houve conversa, o Leitão nunca nos procurou. O partido existe, tem sede, o Leitão tem meus dois telefones celulares, mas não houve conversa”, afirmou. 

“Estou mandando o recado: não é bom ele fazer esse tipo de política”, disse Júlio a jornalistas. 

“Comportamento inadequado” 

O ex-governador classificou a atitude de Nilson Leitão como um comportamento inadequado. 

“Não estou na bronca com o PSDB, estou na bronca pelo comportamento inadequado do deputado, pois eu soube que houve essa condicionante que, para o Dilceu ser candidato a prefeito de Sinop,  precisa ir para o PSDB”, disse. 

Júlio ainda aproveitou para alfinetar o presidente do PSDB em Mato Grosso. Ele disse que o deputado tem projetos políticos que visam a uma cadeira no Senado Federal e que, em 2018, pode precisar do apoio do DEM. 

“Temos que conversar com o deputado Leitão, pois, dessa forma, ele está rejeitando a possibilidade de o DEM ir com ele num processo político de 2018. Todos sabem que o sonho dele é ser senador”, afirmou. 

“No momento em que você quer esvaziar um parceiro, um aliado, é sinal de que já está descartando o apoio político, o tempo de TV, de rádio. E o DEM não está morto”, completou o ex-governador.

 

 

Camila Ribeiro 

Da Redação

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário