22/09/2015 - Governo aumenta em mais de 300% investimentos em segurança para 2015

Na busca por diminuir os índices de violência em Mato Grosso, o Governo do Estado investe fortemente em segurança e incrementou em 312% os investimentos no setor. Dos R$ 80 milhões descritos no orçamento desse ano, o governo suplementou a verba em mais R$ 250 milhões, representando até o momento um investimento de R$ 330 milhões nas ações para a segurança. 


Os investimentos são feitos em duas frentes - aumento do efetivo e aquisição de equipamentos para atividade nas ruas. “Estamos concentrando esforços na segurança e já temos bons resultados como a diminuição no número de homicídios, por exemplo”, argumentou o governador Pedro Taques. 


Efetivo 

Taques relata que, apesar do momento de crise financeira, o governo já convocou 3.490 homens para as forças de segurança (Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil e Corpo de Bombeiros). Parte do novo efetivo já está nas ruas e o restante inicia os trabalhos até a metade do próximo ano. “Esse já é o maior chamamento na história da segurança pública e estamos fazendo isso em apenas oito meses de gestão. Priorizamos porque entendemos que o cidadão precisa ter de volta a sensação de segurança”, afirmou. 

Equipamentos e veículos 


Quanto aos investimentos em equipamentos, o governador afirma que a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) está em processo de aquisição de 5.800 coletes balísticos para atender as polícias, já que grande parte dos equipamentos atuais estão fora do prazo de validade. 


Já no armamento, foram adquiridas 50 submetralhadoras modelo HK, 40 fuzis modelo 5.56 mm IA2, 1.200 pistolas calibre ponto 40 - modelo PT 840 e 300 pistolas calibre ponto 40 - modelo PT 640. 


Entre as ações, o governo iniciou a entrega de 88 caminhonetes, modelo L200-Triton, seguindo um padrão internacional de caracterização, destinadas às polícias Civil e Militar para reforçar a segurança no interior do Estado. “Nossas viaturas são de acordo com as necessidades dos municípios para o enfrentamento da violência. Elas também carregam não uma caracterização de governo, como era antes, mas uma identificação internacional que qualquer cidadão tem facilidade de reconhecer”, comparou. 

Gestão compartilhada 


O governador também citou que a reversão do dinheiro do crime para reforço da segurança ajudou a fomentar os novos investimentos. São mais de R$ 6 milhões apreendidos com organizações criminosas em Mato Grosso que já começaram a ser revertidos em investimentos para a segurança. 


“A população pode ter certeza que esses investimentos em segurança vão continuar. Na campanha eleitoral nós tratamos muito desse assunto e trabalhamos dia e noite para garantir a sensação de segurança a todos os mato-grossenses. Nossa gestão segue o plano de governo que foi apresentado à população, por isso podem ter certeza que vamos cumprir com cada ponto do que foi prometido”, finalizou o chefe do Executivo. 

Tão importante quanto a aquisição de equipamentos, armamentos e viaturas, é a valorização do profissional da segurança pública. "E isso tem sido feito com diversas capacitações, reforma e estruturação das delegacias de polícia e reforma das Bases Comunitárias em todo Estado", disse o secretário de Segurança Pública, Mauro Zaque. 

O gestor da pasta destacou ainda que o foco agora é desenvolver a nova política de Segurança Pública com ênfase na gestão compartilhada, de forma que seja possível identificar os problemas, buscar soluções, estipular metas, acompanhar a execução e cobrar os resultados esperados.

 

 

 

Thiago Andrade E Lidiana Cuiabano

Redação/Gcom e Sesp-MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário