22/10/2015 - Presidente do TCE elogia Taques por retomar obras da Copa: “ninguém fica feliz em ver sua cidade achincalhada”

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), conselheiro Waldir  Júlio Teis, enalteceu a decisão do governador José Pedro Taques (PSDB) por ter “coragem e iniciativa de enfrentar os problemas das obras da Copa do Pantanal Fifa 2014, paralisadas desde o ano passado, em Cuiabá e Várzea Grande. “A notícia é excelente para a sociedade mato-grossense, com cronograma físico e financeiro das obras. Porque ninguém fica feliz em ver sua cidade achincalhada, em nível nacional”, afirmou o presidente do TCE, após assinar o Termo de Ajustamento de Gestão com Pedro Taques  e o prefeito Mauro Mendes (PSB), de Cuiabá, no auditório da Escola de Contas Conselheiro Oscar da Costa Ribeiro.
 
Waldir Teis se referia, na verdade, a reportagem jocosa do humorístico CQC, da Rede Bandeirantes, em que a obra paralisada do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) foi colocada como sinônimo da inoperância da administração do ex-governador Silval Barbosa (PMDB), preso no Centro de Custódia de Cuiabá, acusado de receber propina para conceder incentivos fiscais.
 
“É importante destacar o compromisso do governador Pedro Taques com a continuidade administrativa, para conclusão das obras com boa qualidade técnica e pelo preço justo”, argumentou ele. “O Tribunal fez uma análise detalhada, sob coordenação do conselheiro José Carlos Novelli, com uma qualidade técnica que nunca se  viu”, observou ele, para a reportagem do Olhar Direto.
 
Waldir Teis confirmou pela primeira vez que partiu do TCE a cobrança perante o então governador Silval Barbosa e aos prefeitos de Cuiabá e Várzea Grande para que se fizesse uma “maquiagem” nas cidades, pouco antes da Copa do Pantanal.
 
“Conte sempre com apoio do Tribunal de Contas... todo gestor honesto e de boa fé, tem no TCE um parceiro convicto”, pontuou Teis, novamente elogiando Taques por “deixar a vaidade de lado e buscar parcerias”, na busca do término das obras da Copa do Mundo, na Grande Cuiabá.

 

 

 

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário