21/11/2015 - Maluf descarta devolução de R$ 100 mi ao Executivo

O presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Maluf (PSDB), desmentiu o primeiro-secretário da Casa, deputado estadual Ondanir Bortolini, Nininho (PR), que garantiu a devolução de recursos do Legislativo ao Executivo até o final do ano no valor de R$ 100 milhões.

O assunto foi abordado após o secretário de Estado de Fazenda (Sefaz), Paulo Brustolin, revelar que o Legislativo extrapolou o limite Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Foram gastos R$ 254 milhões em 8 meses, extrapolando o limite com pessoal em R$ 62 milhões e o limite previsto era de R$ 192 milhões.

Nininho alegou que a Casa possui margem de 2% para atingir o teto e que economizou R$ 120 milhões no duodécimo e por isso, poderia devolver o montante citado.

Já Maluf argumenta que a Assembleia possui dívidas com o Fundo de Assistência Parlamentar ( FAP) e com servidores inativos no valor de R$ 90 milhões. “O deputado se precipitou. Como vai devolver se tem conta pra pagar?".

Em março deste ano, a Mesa Diretora devolveu R$ 20 milhões para o governo realizar aquisições de 150 ambulâncias para os 141 municípios, Santas Casas e para os Hospitais de Câncer. Porém, o processo licitatório foi suspenso a pedido do Ministério Público estadual (MPE) que suspeitou de direcionamento de licitação. 
 

 

Fernanda Leite, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário