22/01/2015 - Curta mato-grossense selecionado por Ministério da Cultura termina gravações e será lançado em breve

O curta-metragem “Licor de Pequi” terminou suas gravações e deve estar pronto até o mês de março. Depois de ser o único de Mato Grosso selecionado em Edital do Ministério da Cultura, em agosto de 2014, a produção foi iniciada e as gravações aconteceram dos dias 12 a 18 de janeiro. 

A história é fictícia e se passa em Cuiabá. As vidas de três mulheres são entrelaçadas. Uma delas, Dona Dita, tem sessenta anos e está esquecendo as palavras ao procurar sua receita de licor de pequi. Lara Jane tem vinte e dois anos, e é uma poetisa que busca as palavras para escrever. A terceira mulher, Maria Flor, tem seis anos e está aprendendo a escrever. 

Segundo a roteirista e diretora do filme, Maria Thereza Azevedo, a ideia surgiu enquanto ela trabalhava com intervenções urbanas no centro de Cuiabá: “Eu comecei a pensar nas construções antigas, na memória da cidade que é destruída para construir novas coisas no lugar”, explica a diretora, “Eu lembro que uma vez fui para a Alemanha e vi uma casa que tinha dois mil anos e não tinha sido demolida, pois lá eles constroem as novas coisas em outro lugar”. 

Pensando na memória da cidade, Maria Thereza começou a pensar também na memória das pessoas mais velhas, dos objetos, da cultura, e resolveu colocar tudo isso na trama. “Quando a menina criança está soltando pipa, ela deixa a pipa cair no quintal da senhora mais velha, e entra lá para buscar. Então ela se depara com diversos objetos, de diversas culturas, e começa a ouvir as histórias de cada um”, comenta Maria. 

O curta “Licor de Pequi” terá em torno de 15 minutos, e durante sua produção contou exclusivamente com artistas mato-grossenses. Ainda não há informação sobre local e data do lançamento, mas Maria Thereza precisa entregá-lo até março. 

 

 

Da Redação - Isabela Mercuri

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário