22/04/2016 - PF prende índio acusado de matar jovens em Juína

22/04/2016 - PF prende índio acusado de matar jovens em Juína

Reportagem da Band FM de Juína confirmou que a Justiça Federal de Juína emitiu mandado de prisão a pelo menos três índios da etnia Enawenê-nawê que, em dezembro de 2015, participaram da morte dos amigos Genes Moreira dos Santos Júnior, de 24 anos, e Marciano Cardoso Mendes, de 25.

Os dois estavam em um veículo e foram parados no pedágio do bloqueio feito pelos indígenas na rodovia federal BR-174, entre Juína e a divisa com o estado de Rondônia.

Segundo ainda a reportagem, a Polícia Federal já prendeu Dodoway, um dos líderes da etnia e suspeito de ser um dos responsáveis por planejar as mortes.

Ele foi detido em Vilhena-RO já que a etnia evita vir a Juína. Os outros indígenas acusados podem ser presos a qualquer momento.

Sobre a prisão, a Funai local informou que ainda não recebeu oficialmente a confirmação, acrescentando que caso tenha ocorrido o fato, irá encaminhar à Procuradoria da República para as medidas jurídicas cabíveis.

O caso

Após três dias de desaparecimento, os corpos foram entregues à Polícia Civil e à PF pelos próprios índios. Na época, os índios marcaram inclusive um encontro com os policiais e compareceram com trajes de guerra. O crime provocou uma grande revolta na população juinense. A Funai local chegou a ser atacada por populares.

Diversas manifestações populares foram realizadas e o fato ganhou repercussão nacional. O senador José Medeiros (PSD) chegou a usar a tribuna para cobrar providências do Ministério da Justiça e aproveitou para criticar a Funai.

 

 

Ivan Pereira, da Band FM de Juína

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário