22/05/2015 - Câmara derruba veto de Mauro e Dia do Evangélico vira feriado municipal

A Câmara de Cuiabá derrubou, por maioria, o veto parcial do prefeito Mauro Mendes (PSB) acerca da criação do dia do evangélico, em 31 de agosto, que também se torna feriado municipal. A folga passa a valer já para este ano.

 

O autor o projeto, vereador Marcrean dos Santos (PRTB), explica que a medida é um reconhecimento dos trabalhos prestados pelos evangélicos à sociedade. “O feriado é para que o segmento evangélico possa se reunir em prol do evangelho”, ressalta o parlamentar ao Rdnews.

Com a promulgação do dia o evangélico que será feita pela Câmara, a Capital passa a ter cinco feriados municipais. Os que já aconteceram 3 de abril (Paixão do Nosso senhor Jesus Cristo) e 8 de abril (Fundação de Cuiabá); além dos que ainda vão acontecer o de 20 de novembro (homenagem a Zumbi dos Palmares) e 8 de dezembro (Nossa Senhora da Conceição).

 

No geral, os feriados prejudicam, principalmente, o setor do comércio, uma vez que as "folgas" fazem com que as portas se fechem e, portanto, os lucros sejam menores. Marcrean afirma que entende esta questão, mas ressalta que qualquer prejuízo que o setor possa ter é inferior a palavra de deus. “As pessoas precisam se aproximar de Deus. Quando faz um trabalho voltado ao público evangélico é para contemplar todos os segmentos e a sociedade”, garante.

 

Acerca da possibilidade do prefeito Mauro ingressar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no STF, para tentar barrar o feriado, o vereador acredita que o socialista não irá partir por este lado por reconhecer o trabalho dos evangélicos. “Até porque é um reconhecimento legítimo”, ressalta. Além disso, destaca que pelo menos 5 cidades de Mato Grosso já criaram feriados para o dia do Evangélico, sendo eles Ribeirão Cascalheira, Vila Rica da Santíssima Trindade, Juína, Querência e Colniza.

 

O procurador do município, Rogério Gallo, explica que o prefeito vetou apenas o feriado municipal, mas que manteve o dia do evangélico. Sustenta que a constituição determina que o Estado seja laico, não podendo incentivar ou reprimir qualquer atividade religiosa. “Se não fosse vetado poderia se abrir brechas para criar feriados para as demais religiões”, esclarece. Quanto os feriados que se referem aos santos, tidos como católicos, o procurador sustenta que estes são milenares e que já estão inseridos na cultura do município.

 

 Por fim, Gallo explica que a prefeitura não foi comunicada oficialmente a respeito da derrubada do veto parcial. Somente após a publicação do projeto, pode tomar alguma decisão, como ingressar com uma Adin. “Não conversei com o prefeito ainda. A princípio não há uma decisão tomada. Vamos aguardar a publicação”, finaliza o procurador.

 

 

 

Tarso Nunes

 

Comentários

Data: 22/05/2015

De: Zezinho

Assunto: Dia do Evangelho

Em São Félix do Araguaia a \lei é de autoria do Vereador Marcos Miranda, e também foi vetada pelo Baú, que foi contra a comunidade evangélica - mas foi derrubado o veto e foi sancionada contra gosto do prefeito.

Segunda sexta feira de junho - dia do evangelho.

A maior autoridade é DEUS, viu seu prefeito - e estamos aguardando o senhor vir pedir o voto dos evangélicos, para a reeeleição.

Data: 22/05/2015

De: Raimundo

Assunto: Esclarecimento

Só para complementar o primeiro município há ter o Feriado Municipal em homenagem ao dia dos Evangélicos foi Alto Boa Vista MT, dia 12/08 Lei aprovada pela camara municipal O Autor foi o Vereador Raimundo Pereira Lacerda (PP)

Novo comentário