22/07/2013 - Sema dificulta recuperação de estrada e atrapalha turistas em MT

O excesso de burocracia da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) está dificultando a recuperação de um estrada que dá acesso ao mirante do Cristo Redentor no alto da Serra Azul em Barra do Garças. A prefeitura já pediu por várias vezes para fazer o serviço, porém a Coordenação de Unidades de Preservação (Cuco) de Cuiabá insiste em não liberar. 

O prefeito de Barra do Garças, Roberto Farias, conversou recentemente com o diretor da Sema em Barra, Cleber Fabiano, que alegou que para mexer na estrada é necessário um projeto técnico que está emperrado já tem vários meses em Cuiabá. Vale ressaltar que o pedido da prefeitura é para arrumar 500 metros da estrada que impede os turistas de chegarem até o mirante de carro.

Os turistas estão tendo que deixar os veículos e seguirem a pé até o mirante para fotografar o lugar que é um dos mais bonitos da cidade. A liberação para arrumar a estrada depende do coordenador das áreas de preservação da Sema, Alexandre Batistela. 

Em 2006, a prefeitura conseguiu um recurso para asfaltar a estrada do mirante, porém o projeto foi vetado pela Sema e novamente o órgão estadual barrou uma manutenção na estrada de chão. “Trata-se de um parque estadual e somente podem mexer no parque quando tiver projeto técnico”, explicou Marcello Messias técnico da Sema em Barra. 

Segundo Marcelo, dificilmente a Sema vai liberar uma manutenção na estrada dentro desta temporada e explica que no passado esse serviço foi alterado e rebaixo demais a estrada causando desmoronamento na serra e por isso é necessário um projeto técnico que prevê a construção de ‘bigodes’ para reter a água e novo prejuízo ao parque. 

O prefeito Beto salientou que desde janeiro quando assumiu a prefeitura vem pedindo para arrumar a estrada da serra, mas não conseguiu o bom senso do parque para liberar o serviço e segundo ele os turistas que sobem a serra ficam chateados com a situação da estrada. 

Para os próximos anos, o prefeito de Barra espera ter mais sensibilidade por parte da Sema e quem sabe conseguir a alteração para asfaltar a estrada em torno de dois quilômetros da rodovia até o mirante do Cristo.

 

De Barra do Garças - Ronaldo Couto

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário