22/07/2015 - Mulheres tentam golpe em loja e são presas

Duas mulheres foram presas pela 3ª Delegacia de Polícia Judiciária Civil do Coxipó, tentando retirar produto de uma loja de eletrodomésticos com uso de documento falso na segunda-feira (20). As suspeitas, Kemily Kássia César Carrijo, e Bárbara Cristina Souza Gomes, foram autuadas em flagrante pelos crimes de uso de documento falso e estelionato.

As diligências iniciaram após a equipe de policiais civis da 3ª Delegacia ser acionada pelo proprietário da empresa RC Móveis, instalada no bairro Tijucal, para apurar uma possível prática de estelionato aplicada contra a loja. Conforme a denúncia, uma mulher estava tentando adquirir produtos utilizando documentos falsos.

Policiais civis realizaram monitoramento nas proximidades do estabelecimento e conseguiram identificar Bárbara quando entrava na loja. A suspeita aguardava para receber o produto, porém passou a desconfiar da demora da empresa em fazer a entrega.

Intrigada, Bárbara saiu do estabelecimento e foi surpreendida pelos investigadores. Durante a abordagem a suspeita acabou confessando o golpe e disse que estava ali para “fazer um corre”, utilizando uma carteira de identidade falsa com o nome de Patrícia Gisele Acordi, vítima e moradora da cidade de Alta Floresta.
Ela contou que os documentos eram produzidos em uma residência no bairro Altos do Coxipó, e utilizados para abrir crediários e adquirir produtos em lojas de eletrodomésticos.

Policiais se deslocaram até o local mencionado por Bárbara, e logo na chegada a equipe percebeu que havia muita fumaça no quintal. Ao entrarem na residência, encontraram Kemily queimando os documentos emitidos de forma fraudulenta. Mesmo com a tentativa da suspeita de eliminar as provas, policiais conseguiram recuperar os documentos parcialmente queimados que comprovam a prática criminosa.

Ainda no interior da casa, foram apreendidos 02 aparelhos de notebooks, contento na memória grande quantidade de matrizes para a confecção de documentos falsos, além de sofá, fogão, geladeira, ar condicionado, entre outros objetos, provenientes de crimes.

Após o flagrante Bárbara e Kemily foram detidas pelos crimes de estelionato e uso de documento falso, e conduzidas à Central de Flagrantes de Cuiabá. Elas foram posteriormente encaminhadas para o Presídio Feminino Ana Maria do Couto May. (Com ascom PJC)

 

Redação do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário