22/09/2015 - Fecomércio já investiga ações de Nadaf

A Federação do Comércio de Mato Grosso (Fecomércio) instaurou nesta segunda-feira (21) a abertura de um procedimento interno para investigar a ligação da entidade na Operação Sodoma, que resultou na prisão do presidente licenciado da federação Pedro Nadaf e do ex-governador do Estado, Silval Barbosa (PMDB).

Segundo o atual presidente em exercício da Fecomércio, Hermes Martins da Cunha, a comissão para apurar as irregularidades divulgadas na Operação Sodoma, será formada por associados , porém os nomes não serão anunciados para preservar a imagem deles.

Hermes ressalta que pessoas próximas a Nadaf e a ex-secretária dele, Karla Cecília de Oliveira Cintrano, serão ouvidas. A investigação tem um prazo de 30 dias para ser encerrada. 

"Assim que tivermos um resultado, vamos levar a público. Não queremos esconder nada, queremos total transparência", destacou.

Além de atuar paralelamente como presidente da Fecomércio, Nadaf exerceu durante a gestão de Silval, os cargos titulares da Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme) e da Casa Civil.

Conforme a denúncia, ele teria extorquido empresários com o pretexto de mantê-los inseridos no programa de incentivos fiscais do estado ou sob ameaça de imputar-lhes irregularidades cometidas de propósito, segundo as investigações, nos processos de inclusão das respectivas empresas no programa de incentivos.

 

 

Fernanda Escouto, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário