22/10/2013 - Delegado que se jogou ao chão para proteger filho de tiros desabafa: cansado de prender e soltar

O delegado regional da Policia Civil, Percival Eleutério de Paula, revelou detalhes da tentativa de assalto que sofreu na noite de sábado, 19, em Primavera do Leste. O atentado aconteceu no momento em que ele chegava em sua residência, em um bairro nobre da cidade. Foram momentos dramáticos: “Me joguei no chão para proteger a neném. Em seguida vi que estava indo para cima da minha mulher. Me levantei e descarreguei a pistola ” - contou.

 

Eleutério explicou que, ao chegar em casa, sua esposa e sua filha de um ano e quatro meses foram abrir o portão. A criança foi ao seu encontro. Ele a pegou no colo ainda do lado de fora da casa, quando os dois indivíduos chegaram em uma moto e um deles armado anunciou o assalto. Um deles atirou e ele se jogou com a criança no chão. Em seguida, disparou contra os assaltantes. Foram 10 tiros.

 

Apesar disso, o delegado informou que teve apenas o joelho machucado, devido à queda. Sua esposa e filha não sofreram ferimentos. O delegado está morando no bairro com a família há dois meses.

 

O delegado disse que os suspeitos estavam em uma motocicleta Titan preta, ambos com capacete, justamente para dificultar o reconhecimento. Um deles portava um revólver cromado. Para o delegado, a intenção era o roubo e não um atentando contra sua vida ou de sua família.

 

“Se fosse um homicídio seria de outra forma. Teriam me seguido. Iriam chegar de outra forma”, observa Percival. “Todos os assaltos no bairro tem ocorrido assim. Observam a vítima chegando abordam e tentam entrar com as pessoas para dentro da casa”, completa.

 

Conforme Percival, na noite de sexta-feira, 18, a residência de um argentino, localizado em frente a sua casa, também sofreu uma tentativa de assalto. Na semana passada um piloto, morador do mesmo bairro, teve a casa invadida e foi levado refém pelos assaltantes, presos horas depois pela Polícia.

 

O delegado informou que três pessoas estão detidas, mas ainda não é possível afirmar que são os assaltantes. “Estamos investigado com a Polícias Civil e Militar que estão mobilizadas”, afirmou.

 

Vizinhos disseram ter visto um casal sondando a casa,e que inclusive a mulher parecia com uma que havia participado de um assalto em uma outra casa no bairro, que tem sido alvo de assaltantes. O delegado afirmou estar revoltado, e que não aguenta mais ver bandidos sendo preso em um dia e solto no outro.

- See more at: http://www.24horasnews.com.br/noticias/ver/delegado-que-se-jogou-ao-chao-para-proteger-filho-de-tiros-desabafa-cansado-de-prender-e-soltar.html#sthash.SSoFhV6w.dpuf

O delegado regional da Policia Civil, Percival Eleutério de Paula, revelou detalhes da tentativa de assalto que sofreu na noite de sábado, 19, em Primavera do Leste. O atentado aconteceu no momento em que ele chegava em sua residência, em um bairro nobre da cidade. Foram momentos dramáticos: “Me joguei no chão para proteger a neném. Em seguida vi que estava indo para cima da minha mulher. Me levantei e descarreguei a pistola ” - contou.

 

Eleutério explicou que, ao chegar em casa, sua esposa e sua filha de um ano e quatro meses foram abrir o portão. A criança foi ao seu encontro. Ele a pegou no colo ainda do lado de fora da casa, quando os dois indivíduos chegaram em uma moto e um deles armado anunciou o assalto. Um deles atirou e ele se jogou com a criança no chão. Em seguida, disparou contra os assaltantes. Foram 10 tiros.

 

Apesar disso, o delegado informou que teve apenas o joelho machucado, devido à queda. Sua esposa e filha não sofreram ferimentos. O delegado está morando no bairro com a família há dois meses.

 

O delegado disse que os suspeitos estavam em uma motocicleta Titan preta, ambos com capacete, justamente para dificultar o reconhecimento. Um deles portava um revólver cromado. Para o delegado, a intenção era o roubo e não um atentando contra sua vida ou de sua família.

 

“Se fosse um homicídio seria de outra forma. Teriam me seguido. Iriam chegar de outra forma”, observa Percival. “Todos os assaltos no bairro tem ocorrido assim. Observam a vítima chegando abordam e tentam entrar com as pessoas para dentro da casa”, completa.

 

Conforme Percival, na noite de sexta-feira, 18, a residência de um argentino, localizado em frente a sua casa, também sofreu uma tentativa de assalto. Na semana passada um piloto, morador do mesmo bairro, teve a casa invadida e foi levado refém pelos assaltantes, presos horas depois pela Polícia.

 

O delegado informou que três pessoas estão detidas, mas ainda não é possível afirmar que são os assaltantes. “Estamos investigado com a Polícias Civil e Militar que estão mobilizadas”, afirmou.

 

Vizinhos disseram ter visto um casal sondando a casa,e que inclusive a mulher parecia com uma que havia participado de um assalto em uma outra casa no bairro, que tem sido alvo de assaltantes. O delegado afirmou estar revoltado, e que não aguenta mais ver bandidos sendo preso em um dia e solto no outro.

- See more at: http://www.24horasnews.com.br/noticias/ver/delegado-que-se-jogou-ao-chao-para-proteger-filho-de-tiros-desabafa-cansado-de-prender-e-soltar.html#sthash.SSoFhV6w.dpuf

O delegado regional da Policia Civil, Percival Eleutério de Paula, revelou detalhes da tentativa de assalto que sofreu na noite de sábado, 19, em Primavera do Leste. O atentado aconteceu no momento em que ele chegava em sua residência, em um bairro nobre da cidade. Foram momentos dramáticos: “Me joguei no chão para proteger a neném. Em seguida vi que estava indo para cima da minha mulher. Me levantei e descarreguei a pistola ” - contou.

 

Eleutério explicou que, ao chegar em casa, sua esposa e sua filha de um ano e quatro meses foram abrir o portão. A criança foi ao seu encontro. Ele a pegou no colo ainda do lado de fora da casa, quando os dois indivíduos chegaram em uma moto e um deles armado anunciou o assalto. Um deles atirou e ele se jogou com a criança no chão. Em seguida, disparou contra os assaltantes. Foram 10 tiros.

 

Apesar disso, o delegado informou que teve apenas o joelho machucado, devido à queda. Sua esposa e filha não sofreram ferimentos. O delegado está morando no bairro com a família há dois meses.

 

O delegado disse que os suspeitos estavam em uma motocicleta Titan preta, ambos com capacete, justamente para dificultar o reconhecimento. Um deles portava um revólver cromado. Para o delegado, a intenção era o roubo e não um atentando contra sua vida ou de sua família.

 

“Se fosse um homicídio seria de outra forma. Teriam me seguido. Iriam chegar de outra forma”, observa Percival. “Todos os assaltos no bairro tem ocorrido assim. Observam a vítima chegando abordam e tentam entrar com as pessoas para dentro da casa”, completa.

 

Conforme Percival, na noite de sexta-feira, 18, a residência de um argentino, localizado em frente a sua casa, também sofreu uma tentativa de assalto. Na semana passada um piloto, morador do mesmo bairro, teve a casa invadida e foi levado refém pelos assaltantes, presos horas depois pela Polícia.

 

O delegado informou que três pessoas estão detidas, mas ainda não é possível afirmar que são os assaltantes. “Estamos investigado com a Polícias Civil e Militar que estão mobilizadas”, afirmou.

 

Vizinhos disseram ter visto um casal sondando a casa,e que inclusive a mulher parecia com uma que havia participado de um assalto em uma outra casa no bairro, que tem sido alvo de assaltantes. O delegado afirmou estar revoltado, e que não aguenta mais ver bandidos sendo preso em um dia e solto no outro.

- See more at: http://www.24horasnews.com.br/noticias/ver/delegado-que-se-jogou-ao-chao-para-proteger-filho-de-tiros-desabafa-cansado-de-prender-e-soltar.html#sthash.SSoFhV6w.dpuf

O delegado regional da Policia Civil, Percival Eleutério de Paula, revelou detalhes da tentativa de assalto que sofreu na noite de sábado, 19, em Primavera do Leste. O atentado aconteceu no momento em que ele chegava em sua residência, em um bairro nobre da cidade. Foram momentos dramáticos: “Me joguei no chão para proteger a neném. Em seguida vi que estava indo para cima da minha mulher. Me levantei e descarreguei a pistola ” - contou.

 

 Eleutério explicou que, ao chegar em casa, sua esposa e sua filha de um ano e quatro meses foram abrir o portão. A criança foi ao seu encontro. Ele a pegou no colo ainda do lado de fora da casa, quando os dois indivíduos chegaram em uma moto e um deles armado anunciou o assalto. Um deles atirou e ele se jogou com a criança no chão. Em seguida, disparou contra os assaltantes. Foram 10 tiros.

 

 Apesar disso, o delegado informou que teve apenas o joelho machucado, devido à queda. Sua esposa e filha não sofreram ferimentos. O delegado está morando no bairro com a família há dois meses.

 

 O delegado disse que os suspeitos estavam em uma motocicleta Titan preta, ambos com capacete, justamente para dificultar o reconhecimento. Um deles portava um revólver cromado. Para o delegado, a intenção era o roubo e não um atentando contra sua vida ou de sua família.

 

 “Se fosse um homicídio seria de outra forma. Teriam me seguido. Iriam chegar de outra forma”, observa Percival. “Todos os assaltos no bairro tem ocorrido assim. Observam a vítima chegando abordam e tentam entrar com as pessoas para dentro da casa”, completa.

 

 Conforme Percival, na noite de sexta-feira, 18, a residência de um argentino, localizado em frente a sua casa, também sofreu uma tentativa de assalto. Na semana passada um piloto, morador do mesmo bairro, teve a casa invadida e foi levado refém pelos assaltantes, presos horas depois pela Polícia.

 

 O delegado informou que três pessoas estão detidas, mas ainda não é possível afirmar que são os assaltantes. “Estamos investigado com a Polícias Civil e Militar que estão mobilizadas”, afirmou.

 

 Vizinhos disseram ter visto um casal sondando a casa,e que inclusive a mulher parecia com uma que havia participado de um assalto em uma outra casa no bairro, que tem sido alvo de assaltantes. O delegado afirmou estar revoltado, e que não aguenta mais ver bandidos sendo preso em um dia e solto no outro.

 

Redação 24 Horas News

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário