22/10/2014 - Temporal em Tangará da Serra (MT) causa prejuízo em 530 residências

Ao menos 530 residências localizadas em diversos bairros da cidade de Tangará da Serra, distante 242 km de Cuiabá, ficaram comprometidas em função do temporal que atingiu a região, na última quarta-feira (15). A Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social, informou que não se sabe o número de famílias que estão desabrigadas na cidade e foram alojadas em residências de familiares. Uma semana após o vendaval, muitos moradores estão impedidos de retornar para casa por conta do risco e dependem da ajuda de parentes e amigos. 

Segundo a secretaria, o número de residências comprometidas pode ser maior, já que a vistoria nos imóveis da região Central e da zona rural do município ainda não foi finalizada. Somente no Bairro Barcelona, por exemplo, 390 casas foram destruídas, destelhadas ou tiveram rachaduras.

A secretária de Assistência Social de Tangará da Serra, Lourdes Fernandes, disse em entrevista ao G1 que os trabalhos junto aos moradores estão voltados para a reconstrução das casas afetadas. Ela contou que estão sendo cedidos diversos materiais para a obra, como telhas para cobrir as casas que foram destelhadas. “Só no Barcelona, que foi um dos bairros mais atingidos, já foram doadas 10.790 telhas”, declarou.

Ainda de acordo com a secretária, a prefeitura tem um depósito onde estão sendo guardados donativos, como colchões, geladeiras e fogões que devem ser doados para as famílias que necessitam de ajuda. Esses moradores estão sendo cadastrados por equipes do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) da cidade.

As famílias contam ainda com a ajuda de entidades que  estão recolhendo alimentos para os desabrigados. A entrega deve ser feita na próxima segunda (27), em local a ser definido.
Pelo menos R$ 600 mil em prejuízos já foram calculados pela Prefeitura de Tangará da Serra.

O temporal havia deixado 99% da cidade sem energia elétrica, segundo a concessionária de energia de Mato Grosso, a Cemat. O prefeito do município, José Pereira Filho, informou aoG1 que pelo menos 80 postes da zona rural já foram trocados e outros 200 ainda devem ser substituídos.

Temporal
O temporal com fortes ventos durou quase uma hora e veio acompanhado com ventos que chegaram a uma velocidade de 144 km/h, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia de Brasília (Inmet). O temporal foi provocado pelo choque da corrente de ar quente com o ar frio. Na ocasião, uma antena de transmissão de uma emissora do município caiu sobre uma casa, mas ninguém se feriu.

Após o temporal a cidade chegou a ficar com os serviços de água e energia comprometidos. A rodoviária da cidade teve quase toda sua cobertura arrancada, além de casas e estabelecimentos comerciais que também foram destelhados. Os moradores enfrentaram ainda problemas em outros serviços, como instabilidade na linha telefônica, por exemplo.

 

Do G1 MT

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário