22/12/2011 - Polícia Civil de Barra do Garças arrecadou 3.9Kg de alimentos

 

A Campanha Polícia Civil Solidária finalizou a arrecadação de 2011 com 37.739 mil quilos de alimentos não-perecíveis. Na região metropolitana, 8,5 mil quilos de alimentos foram doados a 18 entidades assistenciais e filantrópicas, sediadas em Cuiabá e Várzea Grande, nesta terça-feira (20.12). A Campanha iniciou no dia 10 de novembro.

Desde 2007, quando foi realizada a primeira arrecadação de alimentos, os policiais tem se esforçado para manter a quantidade de donativos. Nos últimos três anos a média tem sido de 36 mil quilos. Em 2009, os policiais arregaçaram as mangas e conseguiram coletar 37.790 mil quilos de alimentos. No ano seguinte, 2010, os números foram mantidos com a arrecadação de 36.754 mil quilos. Em 2011, a Campanha finalizou com a distribuição de 37.739 quilos de alimentos.

O delegado geral da Polícia Civil, Paulo Rubens Vilela, destacou o empenho dos policiais e o espírito fraterno dos agentes de segurança. “É uma causa muito justa, ajudar pessoas necessitadas que passam por dificuldades, principalmente nesta época do ano. Isso também eleva nossa Instituição mostrando nosso lado humano”, destacou Vilela.

A maior arrecadação está no interior do Estado. A participação ativa dos policiais conseguiu a doação de 29.170 quilos de alimentos distribuídos a entidades e famílias carentes dos municípios. Pelo segundo ano consecutivo, a Regional de Rondonópolis (212 km ao Sul) ficou em primeiro lugar no ranking da solidariedade. As unidades arrecadaram, entre doação pessoal e empresarial, 13.150 quilos de alimentos.

A arrecadação foi liderada pelo delegado Lauriberto Godoy, que mesmo licenciado se dispôs a colaborar para fazer um Natal mais próspero as famílias carentes da região, junto com os investigadores Marcelo, Guilherme e Dinalice. “É a vontade de ajudar os outros que nos move”, frisou.

Somente as delegacias sediadas na cidade de Rondonópolis arrecadaram 12.150 quilos destinados a 9 entidades, entre elas a Casa Esperança, o Hospital Paulo de Tarso e APAE e 4 Conselhos Comunitários de Segurança (Conseg), nesta terça-feira (20.12).

Cada Conselho ganhou 10 cestas de 25 quilos, que serão distribuídas a pessoas carentes. “A sociedade como um todo contribuiu e a Policia Civil mais uma vez demonstrou que trabalha em conjunto com a sociedade, promovendo ações sociais que ajudam a inibir a prática delituosa”, disse o delegado Regional Percival Eleutério de Paula.

No interior, a segunda maior arrecadação ficou com a Regional de Água Boa, com 5.250 quilos de alimentos distribuídos em 165 cestas básicas. Conforme a Regional, a arrecadação de alimentos foi feita em parceria com a Pastoral da Criança de Água Boa. “Recolhemos até agora 165 cestas básicas e vamos distribuir para várias famílias carentes cadastradas pela Prefeitura e entidades que cuida de pessoas necessitadas e com deficiências”, disse o investigador Antônio Joaquim, da Regional. “A parte de doação ficará com a Pastoral, cuidamos mais da arrecadação junto com os empresários e fazendeiros”, complementou.

Na Capital, do total de 8.569 quilos de alimentos, 5.687 kg vieram da Academia da Polícia Judiciária Civil (Acadepol). De acordo com o diretor da unidade, Gênison Brito Alves Lima, mesmo antes do início da campanha, os alunos já estavam angariando alimentos. A iniciativa foi da turma de investigador I e a maior arrecadação entre alunos ficou com a turma de escrivão 4, que coletou 900 quilos.

A Acadepol também contou com a doação de empresas, como o Serviço Social do Comércio (Sesc), que destinou 3,5 mil quilos de farinha, distribuídos em 71 sacos de 50 quilos. Outra unidade solidária foi a Central de Registro de Ocorrências que ficou em segundo lugar na arrecadação com 780 quilos seguida da Coordenadoria de Polícia Comunitária com 648 quilos, Delegacia Municipal de Várzea Grande com 457 quilos, prédio da Diretoria Geral com 307,5 quilos e Deddica com 218 quilos.

Uma das entidades beneficiadas com a doação da Acadepol foi a Fundação Abrigo Bom Jesus de Cuiabá, que recebeu 375 quilos de alimentos que irão abastecer a cozinha do abrigo por alguns dias nas cinco refeições diárias dos velhinhos.

Outra entidade beneficiada foi o Hospital do Câncer que recebeu 416 quilos, seguida da Casa da Mãe Joana que ganhou 370, além de outras 11 entidades beneficiadas em Cuiabá. A Casa da Misericórdia em Várzea Grande foi atendida com 406 quilos e a Associação Varzea-grandense de Deficientes Físicos recebeu 397 quilos, junto com outras seis entidades, sediadas no município.

A Campanha “Polícia Civil Solidária” foi coordenada pelo delegado adjunto da Polícia Civil, Sebastião Finotto, com apoio dos sindicatos das três categorias policiais (Sindepo, Siagespoc, Sindepojuc), além da Associação dos Delegados de Polícia (Amdepol). A ação foi idealizada no ano de 2007 pelo Sindicato dos Investigadores e Agentes Prisionais de Polícia Civil (Siagespoc).

Para o delegado geral adjunto, Sebastião Finotto, mais uma vez os policiais demonstraram compromisso com a Instituição e com a sociedade, ao se solidarizarem com pessoas menos favorecida neste fim de ano. “Nesta época, buscamos despertar nos servidores o sentimento de ajuda ao próximo, aos mais necessitados. Isso vem sendo feito há cinco anos”, destacou Finotto.

INTERIOR

As delegacias das 12 regionais da Polícia Judiciária Civil arrecadaram 29.170 mil quilos de alimentos. A campeã foi Rondonópolis com 13.150 quilos, seguida de Água Boa que conseguiu a doação de 5.250, Barra do Garças com 3.900, Pontes e Lacerda com 3.240, Tangará da Serra, com 1.630 quilos, Diamantino com 863 quilos, Sinop com 500 quilos e 400 peças de roupas, Alto Araguaia com 230, Juina 150, Porto Alegre do Norte 125 quilos, Cáceres 90 kg e Alta Floresta com 42 quilos. 

 

 

LUCIENE OLIVEIRA/ ASCOM PJC

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário