23/01/2011 - 14:08 Número de fumantes nas empresas volta a crescer

Pela primeira vez em sete anos, o número de trabalhadores fumantes aumentou nas empresas brasileiras. Em 2010, eles representavam 9,5% dos funcionários -em 2009, eram 8,1%, segundo levantamento realizado pela seguradora SulAmérica Seguros com 74 mil trabalhadores em todo o país.Apesar de baixo, o incremento sinaliza uma mudança de tendência. De 2004 a 2009, a pesquisa registrou somente quedas na taxa de fumantes das empresas.

Para o diretor de saúde da seguradora, Roberto Galfi, o aumento se deve à economia aquecida, que permitiu a formalização e a maior contratação de trabalhadores com perfil diferente -com menos escolaridade e de classes mais pobres, grupos que concentram mais fumantes.

Segundo o Ministério da Saúde, a maior parcela de fumantes da população brasileira (19,3%) tem de zero a oito anos de estudo.

Fumante, a produtora de eventos Camila Souza, 27, teve o seu primeiro emprego formal em 2010. "Se eu pudesse fumar na minha mesa, fumaria o dia inteiro", reclama ela, sobre a Lei Antifumo de São Paulo, que proíbe o tabagismo dentro de empresas desde 2009.

Marcos de Vasconcelos
de São Paulo