23/01/2015 - Layr encontra 60 fantasmas e carros sucateados pagando IPVA e multas

A equipe do presidente da Empaer, Layr Mota  (PP), já identificou cerca de 60 funcionários fantasmas lotados no órgão. Os comissionados, nomeados nas gestões anteriores, não foram localizados em nenhuma unidade em funcionamento no Estado. A lista será encaminhada à Controladoria-Geral do Estado para adoção de providências que incluem desde a exoneração até a formalização de denúncia ao Ministério Público. “A checagem foi realizada através de telefonemas para todas as unidades da Empaer e esses servidores não foram localizados. São fantasmas ou existe desvio de função, o que também é grave. Os nomes serão divulgados após a conclusão dos levantamentos”, ressalta Layr, em entrevista ao Rdnews.

 

 A denúncia gerou reação do Sinterp. O presidente Gilmar Brunetto protocolou oficío solicitando à direção da Empaer a lista dos supostos fantasmas e a adoção das providências cabíveis. Layr pondera que recebeu o documento, mas ainda não sabe quando será possível responder à entidade sindical. A diretoria também realiza o levantamento patrimonial da Empaer.

 

Até o momento, foram encontrados diversos veículos sem condições de uso e pagando IPVA anualmente. De acordo com o chefe da Empaer, a solução será dar baixa no patrimônio e encaminhar as carcaças para leilão. Segundo ele, o pagamento do IPVA dos veículos sucateados se arrasta há anos e causou prejuízos consideráveis.

 

 Outra situação verificada é a existência de multas em atraso. Neste caso, Layr afirma que a Empaer busca mecânismos para identificar os servidores que conduziam os veículos quando a penalidade foi aplicada para fazer a cobrança conforme prevê o código de conduta do órgão. “Estamos virando a Empaer de cabeça para baixo. Algumas irregularidades já apareceram. Quando o levantamento for concluído, todas as providências serão adotadas". 

 

 

Jacques Gosch

Comentários

Data: 23/01/2015

De: joão

Assunto: empaer

Valeu secretário, assim seguramente da mais credibilidade e confiança o atual governo diante o povo.

Novo comentário