23/02/2015 - Gaeco está com mais 14 mandados de prisão contra políticos mato-grossenses

A classe política mato-grossense, principalmente o grupo muito ligado ao ex-deputado e ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, José Geraldo Riva, preso pouco depois do almoço deste sábado, em sua residência, no bairro Santa Rosa, está preocupadíssima. É que além do ex-parlamentar outras pessoas podem ser presas a qualquer momento. Segundo fontes do Gaeco confidenciaram ao portal de notícias 24 Horas News, outros 14 mandatos de prisões devem acontecer ainda nas próximas horas.   

 

A fonte, em contato com o portal não quis divulgar os nomes. “Não podemos atrapalhar as prisões e apurações. Tudo tem de transcorrer em sigilo, mas vários agentes do Gaeco já estão em operação na busca das pessoas que estariam envolvidas em vários escândalos junto com Riva”, disse a fonte.   A prisão é resultado da “Operação Imperador”, que investiga desvio de dinheiro público por meio licitações e pagamentos fraudulentos.   

 

De acordo com o Gaeco, os fatos que culminaram na prisão do ex-parlamentar constam em denúncia criminal oferecida nesta semana ao Poder Judiciário. Além dele, também foram denunciados Janete Riva.   A prisão preventiva do ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso foi decretada pela Vara Especializada Contra o Crime Organizado. O grupo responde por crimes de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.   Neste momento, o ex-parlamentar encontra-se no Instituto Médico Legal (IML) para realização de exame de corpo de delito. Na sequência, deverá ser encaminhado para o sistema prisional. 

 

 

Jonas Jozino | Redação 24 Horas News

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário