23/06/2014 - Apresentadores de TV saem do ar às vésperas do prazo; Luizinho puxa fila

O ex-vereador por Primavera do Leste e suplente de deputado estadual, Luizinho Magalhães (PSD), que deve disputar vaga na Assembleia, puxa a fila dos candidatos-apresentadores que deixam os microfones e gravadores de lado para concorrer às eleições. Conforme a legislação eleitoral, eles precisam se desincompatibilizar até o dia da convenção quando, de fato, passam a ser candidatos. O prazo final para os partidos definirem quais os nomes vão compor as chapas majoritárias se encerra no dia 30.

Neste sentido, Luizinho se antecipou. Desde 10 de junho se afastou da função de apresentador na TV Cidade Verde, canal 12, filiada à Bandeirantes. O social-democrata, que apresentava o programa Mato Grosso Urgente, explica que aproveitou a programação da Band, referente à Copa, para se desligar. “Como a Band transmite os jogos, que eram no mesmo horário do programa, aproveitei a Copa para correr o trecho”. Luizinho ressalta que vai focar sua campanha na Baixada Cuiabana, na Região Sul e Noroeste do Estado. Quem está apresentando em seu lugar é o jornalista Wagner Zanan. A convenção do PSD está agendada para o dia 30.

Além de Luizinho, o deputado estadual, que buscará a reeleição, Walter Rabello (PSD), também deverá se desligar do comando do programa Cadeia Neles (10) nos próximos dias. O substituto do parlamentar será Edvaldo Ribeiro, que está apresentando o programa junto a Rabello para que o público vá assimilando o novo “rosto”. O social-democrata é um dos exemplos de que a função de apresentador rende frutos na política. Segundo pesquisa Mark, se as eleições fossem hoje, ele seria o candidato mais votado à Assembleia, 

A economista Adriana Vandoni (PDT), por sua vez, deve se afastar das câmeras a partir da próxima quinta (26). Ela participa do programa Preto no Branco, na TV Pantanal, canal 22, como comentarista. Conhecida por ser blogueira polêmica, Adriana também disputará vaga na Assembleia. Outra figura televisiva que possivelmente deixará o posto para concorrer a cargo eletivo é o apresentador Jajah Neves, que transmite programa com seu próprio nome e é veiculado na TBO, canal 8, aos sábados e domingos. Também polêmico, Jajah faz o tipo assistencialista e mostra as mazelas de Cuiabá e Várzea Grande. Já Júlio Campos Neto (DEM), filho do deputado federal Júlio Campos (DEM), embora não seja apresentador de tv, desde abril se desligou do cargo de diretor da TBO, de propriedade de sua família, para evitar problemas já que é pré-candidato a deputado estadual.

Por água abaixo

O ex-secretário do Estado Eder Moraes, que apresentava o programa Eder Moraes Fatos & Versões, transmitido por três canais (TVMT 27, Rede TV 47 e TBO 8) viu os planos irem por água abaixo. Isso porque Eder seria candidato à Assembleia nestas eleições, mas se encontra em uma situação delicada que o impede. Acontece que devido à prisão decretada pelo juiz federal da 5ª Vara Federal de Cuiabá, Jeferson Schneider, Eder segue preso no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, desde o dia 20 de maio. Nesta sexta (20), o ex-secretário completou um mês atrás das grades. Eder aguarda o julgamento de dois recursos que podem colocá-lo em liberdade.

 

 

Camila Cervantes e Patrícia Sanches

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário