23/06/2014 - Deu no Fantástico - Santuário do Roncador: Comunidade tem ritual de cura com pirâmides de 400kg suspensas no ar

O Fantástico investiga os segredos do Santuário do Roncador, que fieis visitam há 30 anos em busca de curas e de contato com um mundo paralelo.

Uma gruta gigantesca onde centenas de pessoas vestidas de branco passam por rituais de cura. Pirâmides de 400 kg levitando a um metro do chão. Um castelo de telhados coloridos no meio do nada onde vive uma matriarca reclusa. O Fantástico vai quebrar o silêncio de uma comunidade esotérica que se fechou por 30 anos: o Santuário Místico do Roncador.

Roncador. O nome veio do estrondo do vento nos paredões. A Serra do Roncador começa em Barra do Garças, em Mato Grosso, e vai até o Sul do Pará. Exatamente onde passa o Paralelo 15, vê-se um imenso número 15 em uma das encostas da serra, como se fosse pintado à mão. Onde estranhas pegadas aparecem incrustadas nas cavernas. Onde os místicos garantem existir um portal para um mundo paralelo.

Fantástico: O que o trouxe aqui?
“A busca pelos mistérios do Roncador”, responde Cláudio Carone, bispo gnóstico do Roncador.

Há doze anos, o economista Cláudio Carone largou tudo em São Paulo para virar bispo da igreja gnóstica, em Barra do Garças que acredita em um mundo intraterreno, onde mestres espirituais viveriam debaixo da terra.

“Eles fazem a ligação entre os mundos subterrâneos e nós, que estamos aqui na superfície”, revela Cláudio Carone.

A única pessoa capaz de entrar em contato com o mundo subterrâneo vive no santuário.

“Ela é uma intermediária dos mestres do Roncador”, conta o bispo gnóstico.

Desde Barra do Garças, são quase 300 km de estrada ruim. É preciso cruzar o Rio das Mortes para chegar à zona rural de Cocalinho, onde fica o santuário.

A equipe do Fantástico é recebida por João, o braço direito da matriarca.

“Sejam todos bem-vindos! ”, diz João Santini, administrador do santuário, quando a equipe entra.

Fantástico: É aqui, então?
João Santini: Essa é nossa estrutura de apoio aos visitantes do Santuário Místico e Ecológico do Roncador.

A casa dela parece um castelo de desenho animado.

“São sete torres. É um conjunto de sete torres interligadas por um pequeno túnel cada uma”, informa João.

Uma senhora demonstrando timidez e acanhamento nos recebe na porta.

Fantástico: Como vai?
João Santini: Marcelo Canellas. Deusinha, nossa vestal-mor do Roncador.
Fantástico: Muito prazer, tudo bem?
João Santini: Matriarca do Colégio Gnóstico do Roncador.
Fantástico: Muito prazer. Muito obrigado.
João Santini: Essa é a residência dela.
Deusinha: Entra gente, por favor.
Fantástico: Com licença.
Fantástico: É um castelo de verdade, né? Tem até uma armadura aqui atrás.
Deusinha: Eu gosto que me chame de Deusinha.
Fantástico: Deusinha? Está certo.
Deusinha: Vem conhecer minha casa.
Fantástico: Com licença.

Deusinha, ou Deusa, é Deusenir Esteves, uma matogrossense de 67 anos que mal completou o ensino médio. É a líder de uma comunidade que só agora resolveu se abrir.

Deusinha: Nós nunca fizemos propaganda. Não gostamos de propaganda, divulgação. Nada disso.
Fantástico: E por que você mudou de ideia. Por que você recebeu a gente?
Deusinha: Porque o mestre mandou.

Deusinha nos conduz à caverna que a teria levado ao mundo dos mestres.

Deusinha: É aqui embaixo.
Fantástico: Que é um mundo intraterreno?
Deusinha: É um bolsão da própria Terra.

Só se pode entrar aqui com o consentimento dela.

Fantástico: É como se fosse uma Catedral?
Deusinha: É. A nossa Catedral. Aqui é para sair, aqui é para entrar.

Ainda adolescente, Deusinha teria perdido a audição do ouvido esquerdo, o que seria uma condição para que ela ouça o mundo subterrâneo.

Fantástico: É nesse ouvido esquerdo que você ouve o mestre, é isso?
Deusinha: Eu escuto tudinho.

A caverna está preparada para o grande ritual de vibração de cura que haverá à noite. Os pacientes vão chegando ao longo do dia de ônibus fretado, como o engenheiro Francisco Antunes.

Fantástico: O senhor tem algum problema que o senhor quer curar?
Francisco Antunes: Segundo o médico eu tenho problema de tireoide.

De caminhonetes importadas, e até de jatinho. Como a banqueira Ângela Guimarães.

Fantástico: O que que traz vocês até aqui?
Ângela Guimarães: É tanta coisa. Um lugar de tanta paz, e espiritualidade muito boa, uma energia maravilhosa. É tudo de bom!

Ao todo, 280 pessoas que pagaram cerca de R$ 700,00, um pacote vendido por uma empresa criada só pra isso.

“O lucro desses pacotes é revertido em benefício do Santuário”, explica o administrador do Santuário João Santini.

“Aqui não existem milagres. Existe, sim, vibração de cura”, diz Deusinha.

Antes do ritual, Deusinha faz uma espécie de triagem. O diagnóstico seria soprado pelo mestre no ouvido dela.

Deusinha: Um nome esquisito, endometriose.

Alguns pacientes chegam debilitados. “Coluna lado direito. Essa é a nossa Ângela” diz a líder.

Ângela tem câncer. Ela vem ao Santuário desde 2009. O médico autoriza a vinda dela, desde que não abandone o tratamento convencional.

“Eu tenho um médico, meu oncologista que diz: que dia que você vai pedir para os seus espíritos me ajudarem?”, brinca a nutricionista Ângela Maria Ferreira de Faria.

Assim que escurece, e o sino soa, as pessoas começam a entrar na caverna. Recebem passes com um defumador de incenso, e vão se posicionando na galeria.

A vibração de cura começa sempre às sete da noite. Deusa nos autorizou a filmar tudo sem restrição e fez uma única exigência: que vestíssemos branco. O que, aliás, todo mundo tem que fazer para poder entrar aqui na gruta.

O ambiente é escuro. O procedimento é iluminado apenas com uma lanterna. São três macas. E Deusinha atende a uma pessoa de cada vez. Ela usa apenas algodão, que logo fica empapado com um líquido avermelhado, e com fragmentos que ela cheira e mostra para pessoa que está sendo atendida.

“Põe a sua mão aqui. Não. Assim. Afirma forte”, orienta Deusinha.

Deusinha me pede que faça movimentos circulares com a mão direita. Ela sopra. Quando retiro o algodão, ele está vermelho, com uma substância que ela põe na palma da minha mão.

Fantástico: É, parece uma secreção, ou sangue coagulado, alguma coisa assim. É uma consistência gelatinosa. Parece uma secreção.
Mulher: Esta secreção não tem ramificação cancerígena.
Deusinha: Não é cancerígeno ainda porque não tem enraizamento, não tem células encaminhadas. Mas já está se formando. É isso que se forma o câncer. É essa pele fina, está vendo? Essa é que forma o câncer. Agora ainda não está maligno.

O Fantástico pediu para levar uma amostra do material para a biopsia, mas o grupo não permitiu.

Fantástico: Parece mesmo sangue, uma secreção que parece sangue coagulado, ou um pedaço de carne, não sei. Esse material que ficou na minha mão vai ser encaminhado para biopsia? O que é feito desse material?

Membro: Nós do grupo entendemos que fazer a biopsia seria pedir uma comprovação daquilo que o mestre está mostrando para nós. Hoje nós não estamos liberando, te dando o material para você levar para biopsia em função disso. Porque nós entendemos que é um respeito e um amor pela atitude do mestre.

Duas médicas acompanharam o ritual. “Saiu muito sangue”, diz a médica geriatra Elisabeth Teixeira.
Fantástico: E você está certa de que era carne aquilo e de que era sangue?
Elisabeth Teixeira: Sim, sim.

Fantástico: O que a senhora viu é realmente sangue? É secreção humana?
Fernanda Campos, médica cirurgiã: É sangue, é secreção humana, e é tecido realmente do fígado, se operar o fígado, é tecido hepático, é tecido pancreático, é tecido gástrico. Depende onde o mestre vai fazer a vibração de cura.

O Fantástico procurou o médico oncologista Anderson Silvestrini, do Hospital Anchieta, de Brasília.

“Seria muito interessante uma análise desse material. Do ponto de vista científico, não há nada que justifique que seja possível fazer uma cirurgia sem bisturi, sem anestesia, e que ela seja eficaz”, diz o médico Anderson Silvestrini.

Alguns pacientes são encaminhados para o mais impressionante dos consultórios do santuário. Uma tenda, onde ficam três pirâmides de alumínio, do tamanho de um automóvel, cada uma pesando 400 kg, suspensas no ar, como se estivessem levitando.

A pirâmide parece realmente estar solta, suspensa por um campo magnético. A equipe do Fantástico passou uma corda, eles não se opuseram, para mostrar que não tem nenhum fio segurando por cima, e nem por baixo da pirâmide, entre as hastes de metal que servem de escora.

Veja no vídeo num outro ângulo, em que a câmera está filmando por baixo, que o fio não encontra obstáculo.

“Ela tem a tendência de girar, que é uma lei natural”, explica o dirigente do santuário, Dalvan David Luvison.

Fantástico: Quer dizer, se soltar as outras hastes ela vai sair rodopiando, é isso?
Dalvan David Luvison: Ela vai sair rodopiando e vai cair.
Fantástico: Quando chacoalho um pouco mais forte, a pirâmide despenca. É preciso a força de oito homens para botá-la de volta.

Os pacientes deslizam numa maca, por baixo da pirâmide.

Dalvan David Luvison: Ela faz a cura em qualquer tipo de doença.
Fantástico: Qualquer tipo de doença?
Dalvan David Luvison: Qualquer tipo.
Fantástico: Mesmo doenças graves?
Dalvan David Luvison: Sim. Doenças médias, leves e graves. Não em um estado muito adiantado, que não tem mais condições, mas qualquer tipo de doença. Porque essas ondas tem todos os comprimentos, frequências e amplitudes de ondas. Então é tipo uma radioterapia natural da Terra.

O presidente da Sociedade Brasileira de Radioterapia diz que a pirâmide não tem efeito nenhum porque não produz radiação para tratar doentes.

“Tivesse radiação eletromagnética de alta energia, chamadas ionizantes, abaixo das pirâmides, a área teria de ser interditada porque a pessoa não pode tomar radiação em todo corpo porque, a partir de uma determinada dose, ela pode até morrer”, alerta Robson Ferrigno, presidente da Sociedade Brasileira de Radioterapia.

O físico Geraldo Magela e Silva, professor da Universidade de Brasília, diz que o campo magnético natural da Terra é milhões de vezes mais fraco do que o necessário para fazer levitar uma pirâmide de 400 kg.

Geraldo Magela: Se houvesse esse campo ali, o efeito seria sentido também pelas pessoas. A pessoa que ficasse sujeito a esse campo seria jogada pra cima.
Fantástico: Por quê?
Geraldo Magela: Porque a água é diamagnética, e a gente é feito, dois terços, de água.

Isso porque toda substância diamagnética, como a água, sofre um efeito de repulsão, é empurrada ao entrar em contato com um campo magnético muito forte. Ao contrário das substâncias ferromagnéticas, que seriam violentamente atraídas, se houvesse um campo magnético desse tipo.

Geraldo Magela: Os aparelhos da equipe seriam todos puxados pelo campo e estariam todos colados debaixo da pirâmide.
Fantástico: A câmera, nossa câmera, iluminação, tudo?
Geraldo Magela: Tudo.

Para o professor, trata-se de um truque: “O truque está sendo feito nas colunas. Eles colocaram imãs uma em cada uma das quatro colunas e também nos quatro cantos das pirâmides”.

Ele simulou, com uma maquete, no laboratório da universidade, o que teria sido feito no roncador.

“A gente orientou os quatro imas com o polo norte para baixo e esses quatro imãs de brinquedo também estão orientados com o polo norte para cima, é ao contrário e eles vão se repelir. O que a gente acha que está acontecendo lá é isso. Se eu tirar um desses palitinhos, a pirâmide cai”, explica Geraldo Magela.

Por telefone, no último dia 13, o braço direito de Deusinha contestou o físico.

João: Imã não tem, Marcelo.
Fantástico: Não tem imã?
João: Não tem imã. É um campo eletromagnético telúrico. Ou seja, das ondas eletromagnéticas da Terra. É diferente.
Fantástico: Vocês aceitariam que a gente levasse um físico aí?
João: Bom, de minha parte não tem problema, eu preciso consultar o meu grupo, você sabe disso, né?
Fantástico: Tá.

Na terça passada, João respondeu:

Fantástico: A resposta é não?
João: A resposta é não.

Depois, por e-mail, disse que o Santuário respeita a ciência, mas que as informações em torno das pirâmides são mais complexas do que lhes é permitido revelar, por respeito à hierarquia dos Seres de Luz, ou seja, dos mestres do mundo intraterreno.

O bispo Cláudio Carone reconhece que muitas práticas do santuário são polêmicas, como por exemplo, o chamado arcano, ou sexo casto, em que os casais da comunidade aprendem a reter o orgasmo para manter a energia sexual.

“É o que nós chamamos de uma implosão. Normalmente as pessoas fazem uma explosão sexual, e no arcano nós fazemos uma implosão”, diz Cláudio Carone.

O principal efeito seria a capacidade de rejuvenescer. “Quando você preserva a energia da vida, essa energia multiplica a sua vida”, explica o bispo.

A sexóloga Silvia Cavalcanti diz que mal o arcano não faz. Mas e quanto ao rejuvenescimento?

Silvia Cavalcanti: Realmente eu não posso te afirmar nada se rejuvenesce. Seria ótimo!
Fantástico: Quer dizer, do ponto de vista científico...
Silvia Cavalcanti: Não tem como se afirmar isso. Mas que seria bom, seria!

 

 

Comentários

Data: 24/06/2014

De: Osmar Kant

Assunto: Balelas!!

Eu já conheço essas fanáticos do Roncador desde 1983. é tufo balela! É tudo embuste!! Mentira!!

Data: 24/06/2014

De: Cristiano

Assunto: Tudo Falcatrua

Não deixaram o Fantástico fazer biópsia no tecido e não permitiram que o físico fosse analisar a pirâmide...
"bla bla bla porque nosso deus roncador não ficaria contente se duvidássemos dele, seria um ato de má fé com sua bondade..."
Pura ladaia.. qualquer entidade tem interesse em se revelar e elucidar a humanidade. Mas esses charlatões que enriquecem-se de 700 em 700 reais a consulta, tem receio de serem desmascarados.
Até a Igreja Católica se dispõe em dar seu testemunho, deixando cientistas analisarem materiais sacros como o Milagre de Lanciano, e por que eles não?
Aí vem uma tal autointitulada "deusinha" bancar a curandeira do mato?
Por favor... Nem João de Deus que é(ra) pobre e sem estudo nunca cobrou uma cura, e não usava pirâmide nem efeitos especiais pra iludir as pessoas. Deus não precisa dessas coisas.
Não caiam no truque, na sedução do misticismo...
Olha como enganam aquela mulher com câncer, coitada...

Data: 23/06/2014

De: jose rezende

Assunto: Hein ?

A VERDADE É QUE ESSE SITE, DO ARAGUAIA, QUASE NÃO TEM NOTICIA !
É SÓ REPORTAGEM COPIADA E COLADA DOS SITES DE NOTICIAS NACIONAIS.
É SÓ NOTICIAS QUE VOCÊ JÁ VIU NO DIA ANTERIOR NA TELEVISÃO !

Novo comentário