23/06/2014 - Governo define cronograma de entrega de 15 obras

Pelo menos 15 obras que foram planejadas com vistas à Copa do Mundo – e que estão atrasadas – já têm novas datas marcadas para serem concluídas, segundo cronograma apresentado pela Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa) ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O documento, que ainda leva em consideração a Arena Pantanal (já concluída e em uso no torneio) e o Veículo Leve sobre Trilhos – cuja data de conclusão será anunciada após a Copa –, trata de obras consideradas essenciais para a realização do Mundial e que não foram finalizadas (como os Centros Oficiais de Treinamento – COTs) e viadutos, trincheiras, duplicações e restaurações de vias em locais de grande fluxo de tráfego.

Um exemplo é a Avenida Miguel Sutil (Perimetral), que hoje se encontra parcialmente liberada, e que deverá estar completamente pronta para uso – como todos os acabamentos, sinalização e paisagismos previstos nos contratos – até o dia 31 de agosto, conforme o relatório.

 

Obras na Perimetral

De acordo com o cronograma apresentado pela Secopa, a Trincheira do Verdão, orçada em R$ 19,1 milhão, possui 87% dos serviços executados e deverá ser concluída até 30 de julho.

Apesar de liberada para uso – para não prejudicar o tráfego durante a Copa –, a obra se encontra inacabada, sem sinalização adequada e a restauração do asfalto de parte da avenida prevista no contrato.

Já a Trincheira do Santa Rosa, que hoje tem apenas faixas das marginais liberadas para o tráfego, tem prazo final para entrega agendado para o dia 31 de agosto.

Com 71% do contrato de R$ 22,9 milhões já cumpridos, a obra promete facilitar o fluxo nas proximidades do supermercado Big Lar e do Hotel Gran Odara, onde hoje há um intenso congestionamento nos horários de pico, para acesso à rotatória.

A maior trincheira da Perimetral, a Jurumirim/Trabalhadores tem prazo de conclusão previsto no relatório para 31 de agosto. 

Orçado em R$ 46,6 milhões, o contrato já está 89% concluído. Parte da obra já está liberada para o tráfego e com a sinalização parcialmente feita, na rotatória da Avenida Trabalhadores.

 

á o Viaduto da Dom Orlando Chaves, que liga à Perimetral à avenida de mesmo nome, passando pela Avenida da FEB, em Várzea Grande, tem previsão de conclusão dos serviços até 17 de julho. 

Orçada em R$ 16,7 milhões, a obra foi liberada para uso durante a Copa, mas ainda deve passar por reajustes com o final da realização do Mundial em Cuiabá, na próxima semana. Segundo o TCE, o contrato se encontra com 75% dos serviços já executados.

Entorno da Arena

A duplicação da Rodovia Mário Andreazza, obra que se encontra quase finalizada e já é usada por grande parte da população, tem previsão de finalização até 13 de julho, segundo a Secopa.

Orçada em R$26,2 milhões, a obra já teve 86% dos serviços concluídos, de acordo com o relatório do TCE.

Outra duplicação aguardada na região é a da Estrada da Guarita, que custa R$ 27,3 milhões aos cofres públicos e se encontra 77% concluída, enfrentando, principalmente, problemas de desapropriação para ser finalizada.

Segundo a Secopa, tudo deverá ser resolvido e a obra entregue à população com a qualidade contratada até o dia 10 de agosto.

 

Quanto às ruas que deveriam estar totalmente pavimentadas e restauradas no entorno da Arena Pantanal até o início da Copa do Mundo, o prazo de conclusão para 30 de junho e 7 de julho, respectivamente,

Orçados, juntos, em aproximadamente R$ 13 milhões, os contratos de pavimentação e restauração se encontram com 90% dos trabalhos concluídos cada um.

Uma última obra do entorno – sendo a mais complicada de ter o cronograma cumprido, dentre todas – é a restauração da Avenida Oito de Abril e a implantação do coletor-tronco no Córrego Mané Pinto, obra já orçada em R$ 23,5 milhões e que possui 57% dos serviços finalizados.

Segundo o cronograma apresentado pela Secopa ao TCE, tudo deverá estar pronto até o dia 30 de agosto.

Região do Coxipó

A conclusão do Complexo Viário do Tijucal – formado por um viaduto e uma trincheira –, na Avenida Fernando Corrêa da Costa, é esperada para 31 de agosto, segundo o relatório.

A obra, já orçada em R$ 36,7 milhões, possui apenas o viaduto liberado para uso e parte das marginais, além de iniciada a construção da trincheira, o que corresponde a 72% do contrato.

 

Já a construção da Avenida Parque do Barbado, que passa sob o Viaduto da UFMT na Avenida Fernando Corrêa, tem a previsão de ser finalizada até 16 de outubro, segundo a Secopa.

Hoje orçada em R$ 23 milhões, a obra se encontra 65% pronta (de acordo com a última medição feita em maio pelo TCE).

Outro projeto cuja conclusão também é esperado na região é a duplicação da Avenida Arquimedes Pereira Lima (Estrada do Moinho), obra de R$ 23,6 milhões que apresenta menos da metade dos serviços pronto (47%) e que agora tem a conclusão prevista para 9 de outubro.

Centros de Treinamento

O COT da UFMT já foi usado por pelo menos duas das seis seleções mundiais que jogaram em Cuiabá, ainda que se encontre incompleto: somente 70% do projeto foi finalizado até o momento. 
Orçado em R$ 17,3 milhões, o projeto tem data de conclusão reajustada para 31 de agosto, segundo a Secopa.

Já o COT da Barra do Pari, em Várzea Grande, nem mesmo chegou a ser utilizado pelas seleções durante a Copa até agora.

 

Em estágio menos avançado (65%), a obra de R$ 26,8 milhões tem nova data de conclusão já prevista pela Secopa, segundo o TCE, para o mesmo dia que a anterior: 31 de agosto.

Aeroporto Marechal Rondon

A reforma e ampliação do Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, ainda não foi concluída, ainda que grande parte da obra tenha sido liberada para uso durante o Mundial de futebol para não afetar a passagem dos turistas pela Capital.

Orçada em pouco mais de R$ 81 milhões, a obra possui 78% dos serviços já concretizados e, agora, tem previsão de conclusão para 30 de agosto, segundo o relatório do TCE.

 

 

LISLAINE DOS ANJOS
DA REDAÇÃO

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário