24/06/2015 - Conselheiro anuncia processo contra Globo

O conselheiro Antonio Joaquim comunicou ao plenário do Tribunal de Contas de Mato Grosso, durante a sessão desta terça-feira (23/6), que já está preparando medidas judiciais contra a TV Centro América. A emissora veiculou reportagem na sexta-feira passada (19/6) denegrindo a sua imagem pessoal e atingindo gravemente o cargo que exerce no TCE-MT. Houve manipulação de fatos, uso criminoso de fragmento de vídeo e, a exemplo de vez anterior, a TVCA ignorou todas as explicações dadas por escrito pelo conselheiro, optando por uma "pegadinha", tirando-lhe o direito de qualquer esclarecimento sobre a filmagem usada na matéria.

 

Deliberada e estranhamente, a emissora colocou o conselheiro Antonio Joaquim no meio de uma matéria sobre invasores e grileiros de terra. A emissora novamente noticiou disputa que o conselheiro tem com um vizinho de fazenda, que tenta lhe restringir o direito de uso de uma estrada de servidão de passagem que existe há 40 anos. O vizinho já foi até condenado por mentir em juízo no processo que trata do assunto. Não conformado com as derrotas judiciais, esse vizinho vem caluniando e fazendo campanha de difamação contra o conselheiro, especialmente por denúncias à Imprensa. A TVCA tem veiculado quase que exclusivamente a versão do denunciante.

 

Da forma como a TVCA editou a matéria, disse o conselheiro, ficou a impressão de que ele estava ameaçando de morte o citado vizinho. Na verdade, explicou, o vídeo foi gravado dentro da Delegacia da Polícia Civil de Nossa Senhora do Livramento por uma pessoa que acompanhou o vizinho, que foi ao local pagar a fiança de três seguranças presos pela Polícia por porte ilegal de arma de fogo, Os seguranças foram detidos depois que o conselheiro denunciou as provocações sistemáticas que o vizinho vinha fazendo, arrombando uma porteira de sua propriedade e quebrando cadeados. "Mesmo depois de quatro dias de reiterados arrombamentos, agi com civilidade, chamando a Polícia e denunciando o caso na Justiça", destacou.

 

Depois que os seguranças do vizinho foram presos, narrou o conselheiro, ele foi chamado pelo delegado de Nossa Senhora do Livramento para, como vítima, acompanhar a autuação. Mas foi surpreendido pelo vizinho, que chegou na delegacia o agredindo com insultos e ameaças, sendo contido somente após a intervenção de policial que exigiu respeito ao ambiente e aos presentes.

 

"Foi nesse contexto que eu disse que meu vizinho estava querendo um cadáver, pois ficava me provocando na expectativa de uma reação violenta. Portanto, a TVCA me tirou da condição de vítima e me transformou em agressor. Para tanto, usou um vídeo fragmentado e sem o verdadeiro contexto que recebeu do meu detrator", assinalou.

 

 

 

 
Isso é Notícia

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário