23/06/2015 - MPF abre inquérito para investigar desvios no VLT de Cuiabá

O procurador federal Marcellus Barbosa Lima abriu uma investigação sigilosa para apurar supostos desvios milionários na execução das obras do VLT (Veículo Leve sobtre Trilhos), modal de transporte que interligará Cuiabá e Várzea Grande. As obras orçadas em R$ 1,470 bilhão estão paralisadas desde o ano passado sem nenhuma previsão de retomada.

De acordo com a portaria publicada no dia 03, o Ministério Público Federal vai investigar todos envolvidos na execução. Do valor estimado, cerca de R$ 1,1 bilhão já foram pagos, sendo que efetivamente a obra física não chegou nem a 30%.

 

Aliás, o consórcio VLT exige um aditivo de cerca de R$ 500 milhões para que se conclua o modal. O governador Pedro Taques (PDT) se nega a fazer a repactuação, sendo que a pendenga foi parar na Justiça Federal.

 

As obras do modal provocaram um verdadeiro caos no sistema de transporte de Cuiabá e Várzea Grande. Com a decisão do MPF de apurar se houve desvio de recursos, a tendência é que operações policiais sejam feitas em breve para subsidiar as investigações.

 

 

 

 
Da Redação

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário