23/07/2015 - Viana pede vistas à LDO e diz que Wilson faz jogo “sujo e rasteiro”

Conforme já havia antecipado na manhã desta quarta-feira (22), o deputado Zeca Viana (PDT) pediu vistas ao substitutivo integral do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2016. 

A peça foi aprovada na manhã de hoje pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa (CCJ) e seguiu para votação em plenário, na sessão marcada para as 17 horas, mas não foi votada em razão do pedido de vistas de Viana. 

O pedido foi, inclusive, criticado pelo líder do Governo na Assembleia, deputado Wilson Santos (PSDB). 

“Reconheço o direito do deputado de oposição em pedir vistas ao projeto. É um direito legítimo e dentro da legalidade. Vi o esforço da base governista em votar a matéria em segunda votação e cumprir os prazos determinados pelo regimento interno da Casa e pela Constituição, o que não foi possível”, afirmou. 

“O que eu me recordo é que, nos últimos quatro anos, em nenhum momento, se pediu vista em nenhum projeto de LOA ou LDO do grande governador Silval Barbosa, que deixou o Estado nas condições em que deixou”, completou o líder. 

O deputado Zeca Viana, por sua vez, subiu a tribuna e rebateu as declarações da liderança de Governo. 

“Eu senti uma ironia na fala do líder do Governo. Não sei se você tem essa moral toda para falar do Silval. Vamos deixar pra lá o passado. Vocês que se entendam. Mas acho que, se colocar os dois na peneira, não sobra nada”, rebateu Viana. 

"Jogo sujo e rasteiro 

Ainda em sua fala, o deputado Zeca Viana afirmou que, ao longo da gestão do governo anterior, ele era tratado com respeito, tanto por Silval, quanto pelo líder do Governo à época, deputado Romoaldo Júnior (PMDB). 

“O governador Silval Barbosa sempre me respeitou, o líder do governador Silval, que era o Romoaldo, sempre me chamava para as conversações, o governador me chamava para discutirmos os assuntos. Não fazia da forma como o senhor (Wilson Santos) fez na Comissão de Orçamento e Fiscalização, um jogo sujo e rasteiro, que eu não sei se a ordem veio do Palácio ou de onde veio”, afirmou Viana. 

O pedetista justificou ainda que seu pedido de vistas foi motivado pela "falta de respeito" do Executivo com o Poder Legislativo.

“Esse pedido de vistas não é um caso inusitado, não. É pela falta de conhecimento e falta de respeito que tem esse Governo, e o senhor líder com nós deputados”, disse o parlamentar. 

“Pedra no sapato”

Zeca Viana afirmou ainda que, enquanto a Casa não for respeitada pelo Governo, haverá dificuldades na aprovação de matérias. 

“Quero deixar bem claro que, enquanto não houver respeito com os deputados, vocês vão ter problemas, sim, para aprovar uma matéria aqui nessa Casa. Vocês têm que baixar do salto, serem um pouco mais humildes, deixarem essa vaidade grosseira e respeitarem os parlamentares. Aí, vocês vão ser ouvidos e elogiados”, disse o pedetista. 

“Temos quase quatro anos pela frente para enfrentar essa batalha, e eu não vou me curvar perante os nossos direitos. Enquanto não houver humildade e respeito, as coisas vão se complicar. Daqui 60 dias, você vai ver o que vai ser essa Casa contra essas atitudes de vocês”, completou.
 
 
 

Camila Ribeiro 
Da Redação

 

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário