23/09/2011 Região Araguaia pede a implantação de uma Casa de Apoio para dependentes químicos

 

O pedido foi realizado nesta quarta-feira, 21, durante a abertura 1º Fórum Regional sobre Drogas, em São Félix do Araguaia. A cidade foi o 11º pólo a receber o Fórum que é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) e que está sendo realizado através do Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas (Conen) com apoio da AMM e do MT Regional. O evento vai até o dia 23 na Câmara Municipal de Vereadores.

A necessidade de um lugar especializado é uma das dificuldades encontradas pelo CREAS. O psicólogo da instituição, Junio Alves, disse que, hoje, eles estão impossibilitados de prestar este tipo de auxilio ao dependente. “Quando nós recebemos esse tipo de caso, não podemos fazer nada, a rede não alcança a nossa região, o que nos podemos fazer é conversar e mandar o paciente para casa” admitiu.

 

O presidente da Câmara de vereadores de São Félix vereador Gesner Biondo destacou que o consumo de drogas em São Félix avançou nos últimos e lamentou a quantidade de jovens que estão entrando para o mundo das drogas. O vereador destacou a lei de autoria do vereador Eurimar Milhomem que foi aprovada em uma das sessões anterior pela prevenção da droga no município de São Félix ainda destacou o papel da família e dos pais no acompanhamento dos filhos no ambiente escolar.

 

 

O juiz da comarca de São Félix do Araguaia e região, Dr. Marco Antonio Canavarros falou da importância do 1º Fórum Regional sobre as drogas a intenção é conscientizar a população e profissionais da área da saúde, para o combate as drogas e para D.r Marcos Antonio o estado não está a par da situação que está ocorrendo, mas encontra-se preocupado com a situação e através de fórum como esse vão pensar em planejamento, novas diretrizes e novos trabalhos. Segundo Dr. Marcos, além da questão dos adolescentes também os indígenas, pois se sabe que o consumo de drogas e álcool nas aldeias é muito grande. “Quem sabe daqui sai alguma contribuição para a criação de centro de reabilitação não só para o drogado, mas também para dependente do álcool, e precisa combater principalmente aqueles que se ingressaram ao mundo da droga devem ser investidos no tratamento e recuperação desses usuários” concluiu o juiz Dr. Marcos Antonio. .

 

O prefeito municipal, Filemon Limoeiro, em seu discurso, disse que é emergencial para a região a criação de uma casa de apoio para os dependentes. “Nós sofremos com esse abandono, não há lugares adequados para receber essas pessoas aqui na região”, revelou.

 

A reivindicação do prefeito também recebeu apoio do delegado da Policia Civil, Wilynei Borges, que ressaltou a importância do fórum, pois para o delegado as ações de repressão ao tráfico não é o suficiente. “Temos que diminuir a oferta de procura, para que a oferta de demanda diminua”, analisou.

 

 

Diante das indagações o secretário adjunto de Justiça, Genilto Nogueira, revelou que o governador Silval Barbosa estará assinado nos próximos meses uma lei que criará um Comitê Gestor que vai gerir o Plano Estadual de enfrentamento as drogas. A ação conjunta abrange sete secretarias: secretaria de Justiça, de Segurança Publica, de Educação, Saúde, Emprego e Comunicação.

O Plano diz que cada secretaria deverá separar 1% de seu orçamento para projetos de enfrentamento as drogas. Nogueira acrescentou que o Fundo estadual já foi criado e que uma das prioridades é o tratamento. “Hoje em Mato Grosso existem 55 casas de apoio, 12 já estão preparadas para receber investimentos do governo”, acrescentou.

Destas 55 casas nenhuma está no Araguaia. Mas segundo o secretário a região será beneficiada. “Depois do Fórum nós iremos analisar o que foi discutido aqui e vamos encontrar uma maneira de implantar uma casa de apoio a essas pessoas aqui na região, enquanto isso nós encaminharemos esses pacientes para os lugares que já estão funcionando.”, afirmou Nogueira.

Nogueira também disse que o governo mantém duas formas de comunicação com a população através das ouvidorias. Uma delas é a do Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas. Que é direcionado  para aquelas pessoas que querem informações sobre tratamentos, internações, por esse telefone a população recebe orientações e  os casos são encaminhados.  Esse serviço está disponível pelo número: 0800 647 12 22. Já a linha da ouvidoria do Gabinete do Governando, são para denúncias de tráfico de drogas e crime organizado. As denuncias são todas anônimas é podem ser feitas pelo número 0800-647 0515.

 

 

Trabalhos do Fórum

 

O objetivo do Fórum é discutir com a população quais são as medidas e atitudes que devem ser tomadas pelo governo para fazer valer as políticas de enfrentamento, nos próximos dois dias serão discutidos temas como o tratamento e a reinserção social para os dependentes serão discutidos cinco pontos: prevenção, tratamento, redução de danos, estudos, pesquisas e avaliações e redução de ofertas.

Durante a cerimônia de abertura do evento estiveram presentes o secretário adjunto de Justiça, Genilto Nogueira, a presidente do Conen Ana Elisa Limeira,o prefeito de São Félix do Araguaia, Filemon Limoeiro, o juiz da comarca de São Félix do Araguaia e região, Dr. Marco Antonio Canavarros e o presidente do consórcio Araguaia, Uslei Gomes. Além do presidente da Câmara, Gesner Biondo e do padre José Luiz, representante do departamento de Direitos Humanos da Prelazia de São Félix.

Fonte: Rizza Matos/O Repórter do Araguaia

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário

OS COMENTÁRIOS É DE TOTAL RESPONSABILIDADE DOS INTERNAUTAS QUE O INSERIR. O REPÓRTER DO ARAGUAIA ONLINE RESERVA-SE O DIREITO DE NÃO PUBLICAR MENSAGENS COM PALAVRAS DE BAIXO CALÃO, PUBLICIDADE, CALÚNIA, INJÚRIA, DIFAMAÇÃO OU QUALQUER CONDUTA QUE POSSA SER CONSIDERADA CRIMINOSA. OS COMENTÁRIOS QUE CONTER NOS ITENS CITADOS ACIMA SERÃO EXCLUÍDOS. TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO ARQUIVADOS ATRAVÉS DO IP E SERVIRÃO DE PROVAS CONTRA AQUELE QUE USAR ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO.