23/09/2015 - TJ autoriza abertura de sindicância contra Machado

23/09/2015 - TJ autoriza abertura de sindicância contra Machado

Após a divulgação de conversas telefônicas entre o desembargador Marcos Machado e o ex-governador do Estado Silval Barbosa (PMDB), o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) autorizou a abertura da sindicância contra Machado. O pedido foi feito pelo próprio magistrado, na última quinta-feira (17).

O procedimento, estabelecido pelo presidente do TJMT, Paulo da Cunha, correrá em sigilo e terá o prazo de aproximadamente dois meses para a conclusão.

"O processo administrativo disciplinar poderá ter início, em qualquer caso, por determinação do Conselho Nacional de Justiça, acolhendo proposta do Corregedor Nacional ou deliberação do seu Plenário, ou por determinação do Pleno ou Órgão Especial, mediante proposta do Corregedor, no caso de magistrado, de primeiro grau, ou ainda por proposta do Presidentedo Tribunal respectivo, nas demais ocorrências", diz trecho da resolução 135 do Conselho Nacional de Justiça.

Entenda o caso

As escutas feitas pelo Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) no telefone do ex-governador mostram Machado conversando com Silval após a prisão de Roseli Barbosa, ex-primeira dama de Mato Grosso. Em um dos diálogos o magistrado diz: "estamos aí aguardando caso precise de algum diálogo. Isso é importante". Silval responde "ok" em seguida.

Machado afirmou que os diálogos se resumem a uma análise de implicações jurídicas, sem emitir opinião como magistrado. “Prestei minha solidariedade, nada além disso", informou ao lembrar que o habeas corpus foi inclusive negado pelo TJ e em uma Câmara da qual não é integrante.

 

 

Fernanda Escouto, repórter do GD

Comentários

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário